5 startups com plataformas para digitalização do agronegócio

14 de julho de 2022 4 mins. de leitura
84% dos agricultores adotaram as plataformas digitais, mas ainda há uma demanda por soluções específicas para o agronegócio

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A digitalização do agronegócio tem o potencial de proporcionar um salto produtivo em toda a cadeia. As tecnologias digitais são adotadas por 84% dos agricultores, segundo pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no entanto as plataformas usadas são genéricas, como aplicativos de redes sociais.

Existe um potencial grande para utilização de diversas ferramentas dentro das propriedades. As principais expectativas dos produtores estão relacionadas a temas específicos, como gestão, planejamento, mapeamento de terra, controle de deficiências nutricionais, bem como compra e venda de insumos para a produção.

Conheça cinco startups que oferecem soluções para os produtores rurais.

1. Agroreceita

Aplicativo facilita emissão de receituário agronômico. (Fonte: Agroreceita/Divulgação)
Aplicativo facilita emissão de receituários agronômicos. (Fonte: Agroreceita/Reprodução)

O receituário agronômico é um documento exigido legalmente para o uso de defensivos agrícolas e acompanha o insumo desde a venda até a sua aplicação. O preenchimento com dados desatualizados de bulas ou leis podem causar prejuízos financeiros e ambientais para o agricultor, além de deixá-lo sujeito a penalidades.

A plataforma brasileira Agroreceita proporciona a emissão digital do receituário de forma prática, por meio de smartphones, tablets ou computador, com informações atualizadas em tempo real por inteligência artificial (IA). O sistema torna o processo mais ágil e intuitivo por meio de certificação eletrônica, evitando impressões desnecessárias de papéis.

2. Auravant

A startup argentina Auravant oferece ferramentas para digitalização de processos em pequenas e grandes empresas do agronegócio. A principal solução envolve a integração de todos os atores da cadeia produtiva, proporcionando a fidelização e o desenvolvimento de produtos, a melhoria de serviços técnicos e a rastreabilidade da produção.

Dentro da propriedade rural, a plataforma oferece soluções para facilitar a agricultura de precisão, com imagens em alta definição (HD) via satélite e o monitoramento de pragas, ervas daninhas e doenças, bem como a evolução da lavoura. A ferramenta também proporciona relatórios e insights para o acompanhamento do desempenho da safra.

Leia também:

3. IMBR Agro

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)
O monitoramento contínuo das lavouras permite diminuir custo com seguro agrícola. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

O risco de quebra de safra é um dos principais temores dos agricultores de qualquer parte do mundo. A startup IMBR Agro, sediada no Vale do Agronegócio, em Piracicaba (SP), desenvolveu uma solução para fazer a gestão de risco do plantio e venda, considerando diversas culturas agrícolas independente da localização.

A plataforma proporciona uma redução dos custos no seguro agrícola ao utilizar a Ciência de Dados para classificar o risco das lavouras. A solução digital analisa informações históricas, estima a produtividade, avalia o armazenamento de água e aponta o hedge adequado para a comercialização da cultura no local da plantação.

4. Sigria

O financiamento da atividade agrícola pode ser um dos grandes gargalos para a expansão do agronegócio brasileiro. A demora e os custos com as análises de crédito é um dos principais entraves desse mercado. Para superar esse desafio, a Sigria, também de Piracicaba, utiliza IA para reduzir os riscos e, portanto, os custos das operações financeiras.

A startup acompanha semanalmente os eventos climáticos e os indicadores de eficiência operacional e de biomassa da propriedade rural, para prever acontecimentos e subsidiar o planejamento de ações. Outras questões como área plantada, despesas, produtividade média e faturamento total também são acompanhadas.

5. Regrow

A Regrow, sediada nos Estados Unidos, fornece uma plataforma digital que combina o monitoramento automatizado da saúde de solo, o estoque de carbono e a saúde da cultura para proporcionar o desenvolvimento sustentável dos cultivos, com soluções específicas para o local e escaláveis em toda a cadeia de suprimentos.

A ferramenta calcula o efeito das práticas de conservação nas plantações, com indicação das taxas de lixiviação de óxido nitroso e de sequestro de emissões de CO2. Com isso, além de garantir uma produção ambientalmente correta, alavanca o potencial do mercado de crédito de carbono, proporcionando uma maior rentabilidade ao produtor.

Quer saber mais? Conheça a opinião de nossos parceiros especialistas sobre os principais temas do agronegócio.

Fonte: Telesíntese, Agroreceita, IMBR Agro, Sigria, Auravant, Regrow, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)

Este conteúdo foi útil para você?

190250cookie-check5 startups com plataformas para digitalização do agronegócio

Canal Agro