Sanidade animal: o que é e qual é a relevância no agronegócio?

21 de junho de 2021 3 mins. de leitura
A sanidade animal impacta diretamente a produtividade e a rentabilidade da pecuária

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

Com os recentes surtos de gripe aviária e peste suína, a sanidade animal se tornou uma preocupação ainda maior para os produtores rurais. Isso porque a saúde dos bichos na pecuária é um aspecto importante e que interfere diretamente tanto na produtividade como na rentabilidade das fazendas.

Além das vantagens óbvias de se manter os rebanhos saudáveis, há ainda os benefícios para a reprodução das espécies, pois os animais só conseguem atingir o máximo do potencial genético quando estão nutridos adequadamente, confortáveis e bem cuidados.

O que é sanidade animal?

Segundo o Comitê de Bem-Estar dos Animais de Fazenda (FAWC) do Reino Unido, para os animais terem uma vida de condições minimamente ideais, eles devem estar livres de medo e estresse, sede e fome, qualquer desconforto, dor, injúrias e doenças. Além disso, devem ser livres para expressar o seu comportamento natural. 

Portanto, a sanidade animal é o cuidado com a saúde dos bichos, buscando promover tais condições ideais. Para que isso aconteça, os produtores precisam realizar trabalhos visando à prevenção de doenças, ao planejamento da rotina do rebanho e ao cuidado com a qualidade de vida dos animais. 

Para tal, é preciso priorizar um ambiente confortável e protegido. Além de atuar ativamente nas crises epidemiológicas, como a gripe aviária, a peste suína e a febre aftosa, para evitar a propagação de enfermidades. 

Dessa forma, os cuidados com a saúde dos bichos geram uma produção melhor e maior na pecuária.

É importante criar um ambiente em que o animal se sinta bem e confortável. (Fonte: Shutterstock/Jenoche/Reprodução)
É importante criar um ambiente em que o animal se sinta bem e confortável. (Fonte: Shutterstock/Jenoche/Reprodução)

Leia também: 

Qual é a importância da sanidade animal?

Estresse térmico diminui produtividade de vacas em 30%

Cuidados na criação de bezerros melhoram desempenho dos animais

Relevância da sanidade animal na agropecuária

Conforme a Embrapa Gado de Leite, estima-se que o estresse térmico afeta a produtividade das vacas em 30%, influenciando diretamente a qualidade do leite e a reprodução da espécie. Esse dado apresenta a importância de se criar um ambiente confortável para o animal e ter um cuidado com as condições mentais do rebanho.

Como cuidar da sanidade animal?

Segundo o FAWC, é muito importante focar o bem-estar dos bichos. Dessa forma, é preciso estar atento a um manejo responsável dos animais, promovendo condições de vida adequadas, manuseio e transporte atenciosos, prevenção de doenças e, por fim, abates com menos sofrimento.

Um exemplo de cuidado no manejo é evitar o isolamento desnecessário de animais. Limitar o espaço e o contato deles, que são seres sociais como os humanos, gera estresse, podendo aumentar o surgimento de doenças e a mortalidade de filhotes.

A vacinação é essencial para manter o Brasil livre da febre aftosa. (Fonte: Shutterstock/Studio Romantic/Reprodução)
A vacinação é essencial para manter o Brasil livre da febre aftosa. (Fonte: Shutterstock/Studio Romantic/Reprodução)

Assim, o isolamento deve ser focado nos cuidados epidemiológicos, sendo uma boa opção quando há suspeita de gripes ou pestes. Além do afastamento dos contaminados, nesses casos é preciso manter as granjas e as fazendas limpas, para evitar contágio por secreções e excreções. Em especial no caso da febre aftosa, é crucial que os cuidadores promovam a vacinação dos rebanhos. 

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Summit Estadão. 

Este conteúdo foi útil para você?

149720cookie-checkSanidade animal: o que é e qual é a relevância no agronegócio?

Canal Agro