Robô de alimentação que toca música clássica eleva produtividade de suínos

10 de janeiro de 2021 3 mins. de leitura
Solução de pecuária de precisão chega a economizar R$ 40 mil por ano a cada lote de mil suínos, de acordo com fabricante

Gastos com ração podem representar até 75% dos custos da criação de suínos, então a elevação do preço da soja e do milho tem comprometido as margens dos suinocultores ao longo de 2020 e levado o setor a buscar alternativas inusitadas para melhorar a produtividade.

Nesse sentido, tecnologia e arte estão fazendo sucesso nas fazendas de porcos no Sul do Brasil, região que concentra dois terços de toda a suinocultura nacional. Um robô que toca música clássica enquanto alimenta os animais pode economizar até R$ 40 mil por ano a cada lote de mil suínos, de acordo com a Roboagro, fabricante do equipamento.

Nos últimos meses, a empresa viu os pedidos de robôs dispararem para 60 unidades mensais e afirma que o equipamento é utilizado por 500 fazendas no Brasil, incluindo fornecedoras de grandes frigoríficos, como JBS e BRF.

Música clássica para suínos

Enquanto alimenta porcos com quantidade exata de ração, robô toca música clássica. (Fonte: Roboagro/Divulgação)
Enquanto alimenta porcos com quantidade exata de ração, robô toca música clássica. (Fonte: Roboagro/Divulgação)

A música clássica provoca mudanças positivas no comportamento e na alimentação dos suínos, de acordo com a tese de doutorado de Érica Harue Ito, com orientação de Késia Oliveira da Silva Miranda na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP) em Piracicaba.

Segundo a pesquisadora, houve diminuição de brigas e perseguições e aumento nos comportamentos lúdicos nos animais que ouviram o prelúdio da “Suíte n. 1 em Sol Maior para Violoncelo”, do alemão Johann Sebastian Bach. Além disso, a audição de música clássica é capaz de garantir o mesmo ganho de peso com menos ração.

Robô alimentador

Produtor deixa de lado trabalho pesado para se tornar gestor do processo de criação de porcos. (Fonte: Roboagro/Divulgação)
Produtor deixa de lado trabalho pesado para se tornar gestor do processo de criação de porcos. (Fonte: Roboagro/Divulgação)

O robô controla com precisão a ração destinada aos porcos, com horários predeterminados e ajuste em tempo real conforme o consumo e o mínimo de interferência humana no processo. Enquanto isso, toca música clássica para melhorar o bem-estar dos animais e elevar o ganho de peso.

De acordo com a Roboagro, a tecnologia reduz o custo de mão de obra e evita lesões por esforço repetitivo e exaustão, já que a quantidade de ração oferecida pode chegar facilmente a 3 toneladas por dia em propriedades de médio e pequeno portes.

Além dos ganhos em produtividade, a robotização da suinocultura transforma o produtor em um gestor do processo de crescimento dos animais. Isso garante mais tempo de qualidade para o suinocultor passar com a família ou em outras atividades da propriedade, favorecendo a sucessão familiar e evitando a evasão do campo.

Conheça o maior e mais relevante evento de agronegócio do Brasil

Fonte: Suinocultura Industrial.

Canal Agro