Tecnologia da agricultura de precisão pode ser usada na pecuária

4 de maio de 2020 4 mins. de leitura
Conceitos utilizados na agricultura de precisão para melhor gestão e maior produtividade podem ser aplicados na criação de animais

As técnicas utilizadas pela agricultura de precisão também podem fazer diferença na produção dos pecuaristas. Com o uso da tecnologia, o produtor pode acompanhar o desempenho de diferentes indicadores de resultados do negócio e do rebanho a qualquer momento e de qualquer lugar. Isso proporciona agilidade, segurança na tomada de decisões e mais qualidade de vida para o proprietário e a equipe.

A pecuária é um segmento de mercado com margens muito estreitas, de acordo com o CEO da Gestão Agropecuária, Paulo Dias. O valor de venda de produtos oscila de acordo com muitas variáveis que estão fora do controle do pecuarista, como mudanças no mercado influenciadas por balança comercial e preço do dólar.

A Gestão Agropecuária é uma das precursoras da pecuária de precisão no Brasil. Em 2007, a empresa lançou a Tecnologia de Gestão de Confinamento (TGC), que permite o controle individual dos animais; antes, o acompanhamento era realizado em lotes com anotações em papel ou planilhas. Atualmente, a companhia gerencia mais de 6,5 milhões de animais e é responsável pelo acompanhamento de 66% do mercado brasileiro de confinamento. A empresa tem dois mil usuários ativos no Brasil, Paraguai, Uruguai e na Bolívia.

Pecuária de precisão

(Fonte: Shutterstock)

Da mesma forma que na agricultura, a pecuária de precisão é orientada pelas informações coletadas no campo. Os dados são processados e analisados por plataformas capazes de elaborar relatórios concisos para uma gestão pecuária pautada em performance do animal, operação e pessoas. “A pecuária de precisão permite controlar um grande número de variáveis internas de forma automática, com a mínima interferência humana, reduzindo a margem de erros”, avalia o CEO.

Com as tecnologias da pecuária de precisão, os produtores conseguem, por exemplo, mapear o comportamento do animal e analisar o ganho de peso diariamente, considerando a influência de diversos fatores, como origem, raça, clima, dieta, manejo, tipo de estrutura de curral e cocho, além da suscetibilidade a doenças. Com isso, ferramentas de gestão podem fazer previsões de cenário, apontando possíveis resultados de retorno produtivo e financeiro, permitindo a redução dos riscos da operação e o melhor aproveitamento da janela de oportunidades do mercado.

Principais soluções

(Fonte: Shutterstock)

Um grande leque de tecnologias com soluções importantes está disponível para ser usado pelo pecuarista brasileiro. Ferramentas de gestão, automação, pesagem animal, sensores de acompanhamento e até inteligência artificial podem ser aplicadas na pecuária de precisão. Esse controle permite, por exemplo, a entrega de uma dieta adequada ao ganho de peso do animal, já que a nutrição é responsável por 70% do custo da operação de confinamento, explica Dias: “É onde acontecem os maiores prejuízos por desperdício e erros na oferta recomendada de alimentos para o rebanho”.

Para acompanhar o desenvolvimento do animal, a pesagem pode ser realizada individualmente sem nenhuma interferência humana. Câmeras ou sensores podem verificar o conforto, medir a ruminação e o consumo, além de acompanhar a saúde e o comportamento do rebanho. A IA processa um grande volume de dados da fazenda e do mercado, analisando as variáveis do negócio para gerar informações qualificadas de acordo com a estratégia buscada.

Benefícios

(Fonte: Shutterstock)

A principal vantagem da pecuária de precisão está na integração de todas as informações do ciclo produtivo com as diferentes fases de desenvolvimento do animal ao longo de sua vida produtiva, comenta o CEO: “Essa integração permite transformar a informação em ação, garantindo a realização do objetivo estratégico, ao mesmo tempo que respeita a cultura da propriedade”.

O executivo afirma que os recursos proporcionam grandes transformações no manejo dos animais, na melhoria na qualidade operacional dos colaboradores e na segurança das operações. Além disso, permite menor desperdício de matéria-prima, mitigação de riscos sanitários e, principalmente, aumento da rentabilidade. “Em um mercado globalizado com diferentes perfis de consumo, exigências quanto à qualidade e protocolos de segurança, os benefícios mais importantes da pecuária de precisão para o produtor são a competitividade, a segurança alimentar e a sustentabilidade”, declarou o representante da Gestão Agropecuária.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Gestão Agropecuária, Giro do Boi e Beef Point.

Gostou? Compartilhe!