Agricultura digital: tendências e desafios

25 de setembro de 2020 4 mins. de leitura
Apesar dos benefícios, agricultura digital ainda enfrenta desafios em virtude da falta de internet nas áreas rurais e do custo de investimento

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

Uma pesquisa realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), sobre a agricultura digital no Brasil revelou que a revolução digital já é uma realidade no campo. De todos os 753 produtores e colaboradores entrevistados no País, cerca de 84% disseram que utilizam ao menos uma tecnologia digital em seu processo de produção.

Além disso, cerca de 70% afirmaram que fazem o uso de internet e tecnologia para executar atividades relacionadas à produção rural, e 57,5% recorrem às mídias sociais para divulgar dados sobre a fazenda ou os produtos agropecuários produzidos. Os resultados da pesquisam revelam uma tendência de expansão da agricultura digital, com grande potencial para aperfeiçoamento e crescimento no uso das tecnologias pelos produtores rurais.

Tendências da agricultura digital

Homem segurando tablet e ajoelhado entre as mudas de planta
(Fonte: Shutterstock)

Essa tendência tem sido observada não só pelos produtores e profissionais ligados ao agronegócio, mas também pelas empresas desenvolvedoras de softwares e tecnologias que estão vendo no agro uma nova oportunidade para explorar o mercado. Como resultado, os profissionais do campo estão encontrando cada vez mais soluções que podem beneficiar a produção e tornar o seu negócio mais lucrativo.

Ainda de acordo com levantamentos da Embrapa e do Sebrae, o setor tem apresentado maior demanda para alguns serviços específicos, como plataformas para monitoramento e acompanhamento de produtividade, relatórios integrados de desempenho, softwares de gestão, softwares e dispositivos de mapeamento da propriedade e tecnologias para análise da saúde das lavouras e ocorrência de pragas.

De modo geral, as tecnologias usadas na agricultura digital visam facilitar a tomada de decisão dos produtores, possibilitando a visualização em tempo real do que está acontecendo no campo e otimizando os processos envolvidos. Com a integração de dados e o uso da internet para organizar e gerir informações, as etapas de produção se tornam mais rápidas, eficientes e livres de erros humanos.

Ao analisar o agronegócio e os demais segmentos da economia, o campo é um dos setores mais atrasados em relação à transformação digital. Nesse cenário, ainda há uma grande expectativa quanto às possíveis soluções tecnológicas e inovadoras que surgirão nesses próximos anos.

Principais desafios

Homem grisalho analisando ilustração de gráficos
(Fonte: Shutterstock)

Mesmo sendo uma área promissora, existem desafios pontuais que precisam ser superados para que a agricultura digital alcance a maioria das propriedades e cadeias de produção. Segundo as informações reveladas na pesquisa, prestadores de serviço e produtores rurais apontaram a falta de conexão de internet nas áreas rurais como um dos principais entraves para a transformação digital no campo.

O custo inicial elevado para adotar as tecnologias e adquirir equipamentos e dispositivos necessários também é um fator que retarda essa transição da agricultura convencional para a digital. O que se espera é que o interesse das empresas de tecnologia pelo agronegócio como novo mercado potencial possa melhorar a relação de competitividade dentro do setor, fazendo com que os produtos e soluções tenham um preço mais acessível.

Além disso, o acesso à informação e a conteúdos que possam educar os produtores no que se refere aos benefícios que a tecnologia pode agregar ao negócio é um aspecto que pode transformar a visão desse público, tornando-o mais disposto a adotar a agricultura digital como investimento.

Quer ficar informado sobre as principais inovações tecnológicas no campo? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do País.

Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Gostou? Compartilhe!