Rio voador: o que é e qual é a importância para o agronegócio?

5 de outubro de 2021 4 mins. de leitura
Rio voador da Amazônia garante a transferência de umidade do Oceano Atlântico para as principais regiões agropecuárias brasileiras

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A chuva é a fornecedora do principal insumo do agronegócio: a água. Por isso, o chamado “rio voador” é tão importante. Sem recursos hídricos, nenhum vegetal consegue crescer e animal pode ser criado. Mesmo as propriedades que contam com um sistema de irrigação dependem do regime de chuvas para manter as suas operações. Por isso, conhecer o ciclo hidrológico é de suma importância.

O sol esquenta os oceanos, lagos e rios, transferindo a água para a atmosfera sob a forma de vapor. Esse vapor forma nuvens que, nas condições meteorológicas ideais, precipitam na forma de chuva, devolvendo a substância à terra e permitindo a atividade agropecuária. Esse movimento natural contínuo permite que a água seja reciclada constantemente.

No entanto, esse processo não se dá no mesmo local. A água evaporada em uma região pode acabar “chovendo” a milhares de quilômetros de distância, transportada por correntes de ar. Esse fenômeno de “curso de água atmosférico” é conhecido como rio voador e é fundamental para carregar o recurso hídrico de zonas úmidas para lugares áridos.

O que é o rio voador da Amazônia?

Chuva que cai na Amazônia retorna para a atmosfera pela evapotranspiração de árvores. (Fonte: André Luís Matos/Wikimedia/Reprodução)
Chuva que cai na Amazônia retorna para a atmosfera pela evapotranspiração de árvores. (Fonte: André Luís Matos/Wikimedia/Reprodução)

O rio voador mais importante para o agronegócio brasileiro é o amazônico. A água evaporada do Oceano Atlântico é soprada por ventos alísios para dentro do continente sul-americano direto para a Amazônia. Lá, provocam chuvas, especialmente no período de novembro a março.

O volume pluviométrico é absorvido pelos vegetais que, por meio do processo de evapotranspiração, devolvem a água para a atmosfera. Uma árvore com copa de 10 metros de diâmetro pode bombear mais de 300 litros de água (H20) por dia em forma de vapor, segundo estudos do Instituto Nacional de Pesquisa Amazônica (INPA).

Uma copa maior, com cerca de 20 metros de diâmetro, é capaz de lançar mais de mil litros diários no ar. Com um número estimado em 600 bilhões de árvores, a floresta amazônica pode produzir um volume impressionante de 200 bilhões de litros de água por dia.

Todo esse recurso hídrico é empurrado por correntes de ar invisíveis, com centenas de metros de largura, a uma altura de 3 quilômetros até a Cordilheira dos Andes — formada por um paredão com elevação de 4 mil metros.

Leia também:

A Ciência a serviço de quê?

Aquecimento global pode inviabilizar agronegócio no Brasil

Como o agronegócio pode ajudar a preservar a Amazônia?

Qual é a importância dos rios voadores para o agronegócio?

Chuvas produzidas pelo rio voador amazônico alimentam as lavouras do Centro-Sul do Brasil. (Fonte: Shutterstock/Fotokostic/Reprodução)
Chuvas produzidas pelo rio voador amazônico alimentam as lavouras do Centro-Sul do Brasil. (Fonte: Shutterstock/Fotokostic/Reprodução)

Cerca de 60% da umidade que chega aos Andes se transforma em neve que, derretida, alimenta as nascentes dos rios da Bacia Amazônica. Os outros 40% batem nas montanhas e são desviados para a Bolívia, o Paraguai e os estados brasileiros Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo — podendo alcançar, algumas vezes, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. 

Com as frentes frias vindas do Sul, essa umidade se transforma em chuva, principalmente no período de outubro a março. Essa época concentra 80% do volume pluviométrico do Centro-Sul, a principal região produtora de alimentos do Brasil. Esse é o momento do plantio e desenvolvimento de culturas importantes, como soja e milho, que serão utilizadas como base para a ração de bois, porcos e aves.

Sem a umidade do rio voador da Amazônia, o cerrado brasileiro seria um deserto, impossibilitando a produção agropecuária e dificilmente permitiria que o agronegócio do País fosse o responsável pela maior produção e exportação de alimentos do mundo.

Fonte: Casal, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio Voadores, Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

Este conteúdo foi útil para você?

156730cookie-checkRio voador: o que é e qual é a importância para o agronegócio?

Canal Agro