Produção sustentável garante mercado para a soja brasileira na Europa

13 de janeiro de 2021 4 mins. de leitura
Declarações do presidente francês reforçam a necessidade de mostrar a sustentabilidade na produção da soja brasileira para garantir mercado europeu

Em 12 de janeiro, o presidente da França, Emmanuel Macron, voltou a dar declarações que causaram apreensão entre os produtores do agronegócio brasileiro. “Quando importamos a soja produzida a um ritmo rápido a partir da floresta destruída no Brasil, nós não somos coerentes”, afirmou o mandatário francês em vídeo no twitter.

O acordo entre o Mercosul e União Europeia já foi negociado e pode gerar US$87,5 bilhões em incremento ao PIB brasileiro, segundo estimativas do Ministério da Economia para os próximos 15 anos. Entretanto, declarações públicas de lideranças mundiais continuam a promover alertas sobre preocupações com o desmatamento da floresta Amazônica no Brasil.

Declarações do presidente francês vem dentro de um contexto de (Fonte: Rádio NIgéria/Reprodução)
Declarações do presidente francês preocupam produtores de soja. (Fonte: Rádio NIgéria/Reprodução)

Os 28 países que constituem a União Europeia são a maior economia do mundo, representando mais de 20% do produto interno bruto global (PIB). Em 2019, o bloco econômico importou 1,9 trilhão de euros. Atualmente, a presidência do bloco é exercida por Portugal, mas a partir de janeiro de 2022 será da França, o que pode atrapalhar a implantação do acordo comercial com o Mercosul.

Exportações

Os sojicultores brasileiros exportaram, em 2020, 101 milhões de toneladas de produtos do complexo da soja, e faturaram US$ 35,2 bilhões, com uma participação de 35% do resultado total do faturado pelo agronegócio (US$ 100,8 bilhões), segundo informações do Ministério, Pecuária e Abastecimento.

A China continua como líder dos destinos das exportações brasileiras, mas a União Europeia é o segundo parceiro comercial do Brasil, com US$ 13,7 bilhões do Brasil, sendo US$ 5,7 bilhões em produtos agropecuários, e destes US$ 334,8 milhões em complexo da soja.

Soja sustentável

Produção sustentável de soja tem mercado garantido. (Fonte: Shutterstock)
Produção sustentável de soja tem mercado garantido. (Fonte: Shutterstock)

A soja produzida na Amazônia brasileira é livre de desmatamento desde 2008, graças à Moratória da Soja, iniciativa internacionalmente reconhecida, que monitora, identifica e bloqueia a aquisição de soja produzida em área desmatada, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais.

O sistema de produção de soja foi totalmente revolucionado nas últimas três décadas, sendo sua marca a geração de tecnologias apropriadas para o ambiente produtivo brasileiro. Uma série de tecnologias fizeram a diferença para consolidar o Brasil como o maior produtor mundial do grão, tais como:

  • Plantio direto, responsável pela redução da erosão a valores insignificantes;
  • Cultivares adequadas às condições brasileiras, em especial com insensibilidade ao comprimento do dia e tolerância ou resistência às principais enfermidades da cultura;
  • Correção e adubação do solo, otimizando o uso de corretivos e fertilizantes, e permitindo a ocupação dos Cerrados;
  • Fixação biológica de nitrogênio, que permite poupar, anualmente, R$ 2 bilhões em fertilizantes nitrogenados
  • Manejo de Pragas da Soja, que reduziu em estimados 70% o uso de agrotóxicos e a sua toxicidade, ao longo do período;
  • Manejo de Plantas Daninhas, que, entre outros aspectos, viabilizou a expansão do Plantio Direto;     
  • Mecanização agrícola, com o acesso a máquinas e implementos modernos;     
  • Múltiplas safras anuais, diluindo os investimentos e os custos fixos e otimizando os custos variáveis da propriedade;
  • Integração lavoura, pecuária e florestas, que representa o grau máximo na escala de sustentabilidade da exploração agropecuária.

Já conhece o Estadão Summit Agro? Saiba o que rolou na última edição do evento

Fonte: Money Times, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Parlamento Europeu, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Este conteúdo foi útil para você?

129970cookie-checkProdução sustentável garante mercado para a soja brasileira na Europa

Canal Agro