Soja: aumento do plantio nos EUA pode regularizar estoque global

4 de maio de 2022 4 mins. de leitura
A estimativa de uma boa safra 2022/2023 nos EUA pode ajudar a estabilizar os estoques afetados pelo conflito no Leste Europeu

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

Depois de um resultado que deixou a desejar na temporada 2021/2022 da soja sul-americana, em que houve quebra de safra de cerca de 30 milhões de toneladas, produtores do mundo todo estão esperançosos de que a boa safra norte-americana possa regularizar os estoques globais e ajudar a estabilizar os preços da commodity.

Area de plantio de soja nos EUA deve bater recorde na safra 2022/23. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Área de plantio de soja nos EUA deve bater recorde na safra 2022/2023. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

Escalada do preço

A soja enfrentou diferentes fatores que elevaram seu preço. Inicialmente a baixa nos estoques mundiais, causada pela quebra da safra, que sofreu em diversas regiões da América Latina com o La Niña, elevou os patamares de preços na Bolsa de Chicago para a casa dos US$ 15 a US$ 16 por bushel. Em seguida, a invasão russa à Ucrânia afetou diretamente os estoques internacionais de milho e trigo e puxou o preço da soja, que chegou a US$ 17 por bushel.

Com os estoques em baixa histórica e os preços elevados, a soja promete bons resultados para os produtores. O mercado norte-americano já está de olho nessa realidade, e a nova safra de soja deve bater recorde de produção.

Leia também:

Guerra na Ucrânia impacta agro e preços de alimentos no Brasil

A produção de soja continua rentável com a alta nos fertilizantes

Até quando a plantação de soja continuará valendo a pena?

Boas estimativas das commodities norte-americanas

Segundo informação do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a área plantada de soja para a safra 2022/2023 deve ser de 35,61 milhões de hectares, 3,2 milhões de hectares a mais do que na temporada 2021/2022. O aumento da área plantada será de 0,9%.

O milho norte-americano, por outro lado, deve ter redução da produção se comparado ao período anterior. O USDA estima que a área plantada para a safra 2022/2023 seja reduzida em 1,5%, chegando a 37,23 milhões de hectares.

Juntos, soja e milho nos Estados Unidos (EUA) devem chegar a 72,84 milhões de hectares de área plantada em 2022/2023, em ligeira queda em relação à safra recorde do período anterior, quando pouco mais de 73 milhões de hectares foram plantados.

Outra commodity que deve ter destaque nos EUA nessa nova safra é o trigo. Com a ausência da produção da Rússia e da Ucrânia no mercado, o preço está favorável aos produtores. O USDA estima que a área plantada será 2,78% maior do que na safra anterior e deve alcançar 19,42 milhões de hectares.

Os bons resultados das três principais commodities norte-americanas devem ajudar a estabilizar os estoques internacionais e segurar os aumentos de preços.

Redução da estimativa de produção da soja brasileira

No Brasil, o 6º Levantamento da Safra 2021/2022, realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado em março, reduziu as estimativas da produção da safra 2021/2022.

Estiagem afetou a produção brasileira de soja, principalmente no Sul e no Mato Grosso do Sul. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)
Estiagem afetou a produção brasileira, principalmente no Sul e Mato Grosso do Sul. (Fonte: Shutterstock/Reprodução)

A produção deve totalizar 265,7 milhões de toneladas, 10 milhões a mais do que no ciclo 2020/2021, mas 0,9% menor do que o estimado no relatório de fevereiro, que já havia visto redução de 5 milhões de toneladas em relação ao esperado em janeiro. A queda é resultado da forte estiagem que abateu os Estados da Região Sul e Mato Grosso do Sul. A área plantada foi de 72,7 milhões de hectares.

Quer saber mais? Conheça a opinião de nossos parceiros especialistas sobre os principais temas do agronegócio.

Referências: Conab | Neweseguros

Este conteúdo foi útil para você?

183660cookie-checkSoja: aumento do plantio nos EUA pode regularizar estoque global

Canal Agro