Agronegócio brasileiro exporta US$ 21,4 bilhões no 1º trimestre

Soja em grãos e carnes de boi e frango representam 44% do total de produtos agropecuários enviados para fora do País

Agronegócio brasileiro exporta US$ 21,4 bilhões no 1º trimestre
06/05/2020 • 3 min. de leitura

O valor total da exportação do agronegócio brasileiro no primeiro trimestre do ano foi de US$ 21,4 bilhões, de acordo com dados divulgados pela Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). O resultado teve leve queda de 0,4% em relação ao mesmo período de 2019.

Os principais produtos exportados foram soja em grãos (US$ 6,2 bilhões), carne bovina in natura (US$ 1,6 bilhão) e carne de frango in natura (US$ 1,5 bilhão), que somados representam 44% do total das exportações. Os três itens proporcionaram aumento na receita do primeiro trimestre deste ano se comparado ao ano anterior. A carne bovina registrou crescimento de 29,1%; a soja em grãos, de 9,4%; e o frango, de 7%.

Os principais destinos das exportações do agronegócio brasileiro foram China (34% de participação no total exportado), União Europeia (17%) e Estados Unidos (6,58%). Enquanto as vendas para o mercado chinês cresceram 12,4% com relação ao primeiro trimestre de 2019, alcançando US$ 7,2 bilhões, os embarques para a UE e os EUA caíram 11,5% e 14,9%, respectivamente.

Redução de exportações

(Fonte: Shutterstock)

Mais de US$ 478 milhões deixaram de ser exportados para a UE e US$ 246 milhões para os EUA. A receita com embarques brasileiros para Irã, Egito e Japão também registrou grandes reduções — as vendas para o Irã caíram 75% no trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior. O Egito teve redução de 44% e o Japão diminuiu 16% o valor das compras de produtos do agronegócio brasileiro.

A celulose e o milho registraram as maiores perdas de receita nas exportações na comparação dos dois períodos, sendo US$ 1,2 bilhão menor no primeiro trimestre de 2020 que nos três primeiros meses de 2019. O comportamento pode ser explicado pelo fato de os produtores de milho estarem preferindo vender o produto no Brasil, devido ao aquecimento do mercado interno e à redução de estoques. Irã e Vietnã registraram as maiores reduções de aquisição do produto.

Já a celulose teve as maiores quedas na UE (US$ 317 milhões), na China (US$ 137 milhões) e nos EUA (US$ 84,5 milhões).

Aumento das exportações

(Fonte: Shutterstock)

Os três produtos com maior participação nas exportações tiveram crescimento de vendas, principalmente para a China, que comprou US$ 767,5 milhões de carne bovina brasileira de janeiro a março de 2020, resultado 124,7% maior que nos mesmos meses de 2019. O mercado asiático ainda adquiriu US$ 123,3 milhões em carne de frango a mais no primeiro trimestre de 2020 se comparado ao período de 2019. Com a UE e a Tailândia, as exportações de soja em grãos para a China tiveram aumento de US$ 494,5 milhões na comparação dos períodos.

Além da China e da Tailândia, Bangladesh aumentou as compras de produtos do agronegócio brasileiro no primeiro trimestre deste ano. Enquanto a exportação para o mercado tailandês cresceu 70% em comparação com o primeiro trimestre de 2019, para Bangladesh o incremento foi de 47% no primeiro trimestre de 2020.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).