Agronegócio é responsável por quase metade das exportações brasileiras

Em 2019, o agronegócio exportou o equivalente a US$ 96,8 bilhões; entre os destaques em vendas estão milho, carne e algodão

Agronegócio é responsável por quase metade das exportações brasileiras
27/03/2020 • 2 min. de leitura

O ano de 2019 foi produtivo para o agronegócio. Durante todo o ano passado, as vendas externas do setor acumularam US$ 96,8 bilhões, valor que representa cerca de 43,2% do total exportado pelo País. As informações são da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que indicou também um crescimento da participação do agronegócio nas exportações em 2019 em comparação com 2018. De acordo com a Secretaria, em 2018 o agronegócio teve participação de 42,3% no total exportado.

Apesar dos números positivos, na prática os ganhos do agronegócio com exportação em 2019 foram menores que em 2018, apresentando baixa de 4,3%. Além disso, produtos como a soja sofreram redução significativa nas vendas durante dezembro de 2019, com queda de 14,9% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Recorde em exportação de milho e carne bovina

(Fonte: Unsplash)

Em contrapartida, o milho e a carne bovina se destacaram em 2019. O grão apresentou recorde de vendas no exterior, com exportação de mais de 43,25 milhões de toneladas. Ainda de acordo com dados da Secretaria, só em 2019 foram produzidos cerca de 100 milhões de toneladas do produto no Brasil.

A carne bovina também apresentou recorde em exportação, principalmente com o fomento do mercado da China, que se tornou o principal cliente do Brasil e foi responsável por 26,8% do volume total vendido ao exterior. O resultado disso foi uma alta histórica na venda externa do produto, com aumento de 15,6% em relação ao ano anterior.

A exportação de outros tipos de carne também se destacou. Em 2019, houve crescimento de pelo menos 12,5% no total de vendas, em uma soma de US$ 16,52 bilhões; em 2018, foram US$ 14,68 bilhões.

Algodão registra alta de 56,5% nas vendas em relação a 2018

(Fonte: Unsplash)

Já no setor de fibras, o destaque foi o aumento de vendas de algodão não cardado nem penteado. Em comparação com o ano anterior, em 2019 o produto teve aumento de 56,5%, acumulando US$ 2,64 bilhões. O principal comprador foi a China, responsável por adquirir mais de US$ 195,48 milhões em algodão.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes:  Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Sociedade Nacional da Agricultura