Inovação e integração de tecnologias: o DNA da CropLife Brasil

15 de dezembro de 2020 4 mins. de leitura
Christian Lohbauer fala sobre a missão da entidade, que é criar um movimento coeso em direção a uma agricultura cada dia mais sustentável

Por Christian Lohbauer*

A inovação agrícola é um processo dinâmico, vivo e pulsante. Graças a ela, o mercado recebe novos produtos ou serviços, sempre com o intuito de atender às demandas específicas da agricultura. Ao final, o que se busca é mais eficiência, competitividade, resiliência e sustentabilidade. Propriedades cruciais para a segurança alimentar, a geração de energia e fibras, desenvolvimento econômico e manejo adequado de recursos naturais.

É evidente que o ecossistema da inovação envolve muitos atores. Sociedade civil, governos, organizações de produtores, academia e indústria podem contribuir na construção de um ambiente propício para que as atividades agrícolas sejam desempenhadas de forma cada vez melhor, indo muito além da tecnologia em si. A dimensão da inovação pode ser bem maior quando analisada por diversos ângulos, como acesso ao mercado, novas formas de obtenção de crédito, serviços de comercialização diferenciados, educação no campo e democratização das tecnologias. 

A oferta e a adoção de tecnologias inovadoras foram fundamentais para que o Brasil se transformasse numa das maiores potências agrícolas do planeta. Com o melhoramento genético e a biotecnologia, os produtores rurais passaram a ter acesso a plantas que resistem melhor às pragas e doenças e, consequentemente entregando maior produtividade às lavouras.

Resultado disso, em 20 anos de adoção de soja transgênica, o país economizou 9,9 milhões de hectares que seriam necessários adicionar para se ter a mesma produção. Sem falar na menor utilização de combustíveis fósseis, evitando a emissão de 26,5 milhões de CO2. Além disso, hoje, é possível proteger as lavouras com defensivos químicos e biológicos de forma integrada, tornando o manejo mais eficiente e racional. O mercado brasileiro de bioinsumos, aliás, cresce a uma taxa de 15% ao ano, bem acima da média mundial.

A tecnologia é grande aliada da sustentabilidade. Quanto maior a produtividade menor a necessidade de abrir novas áreas de cultivo.  A eficiência conferida pela adoção de tecnologias inovadoras permite que o Brasil seja uma potência agrícola usando apenas 8% do território nacional. 

No entanto, o futuro aponta para um cenário de grande complexidade. A humanidade está diante de um gigantesco desafio. Com uma população que deve chegar a quase 10 bilhões de pessoas até 2050, é preciso continuar produzindo para atender a demanda crescente e, ao mesmo tempo, garantir a preservação dos recursos naturais para as gerações futuras.

Perseverar no caminho da sustentabilidade num país como o Brasil, exige que o ecossistema de inovação agrícola seja identificado como um movimento coeso e alinhado aos princípios que norteiam a entrega de produtos e serviços disruptivos.  

Por essa razão, a CropLife Brasil foi criada. Resultado da união de diversas entidades que, por décadas, lideraram as discussões para a implementação de uma agricultura moderna no país, a CropLife Brasil encara a missão de fomentar a inovação e a adoção de tecnologias de forma integrada. Sua constituição reflete a realidade do campo, onde o produtor lança mão de uma “caixa de ferramentas” para vencer os desafios cada vez mais complexos de produzir alimentos e fibras em quantidade e com qualidade. 

Sem dúvida, a Croplife Brasil enfrenta suas batalhas diárias, visando conectar o que existe de mais inovador em termos de tecnologias de sementes, biotecnologia, defensivos químicos e biológicos a todos os elos da cadeia produtiva. Para isso, a CropLife Brasil promove as áreas de pesquisa, desenvolvimento e a inovação como estratégias para se estruturar uma agricultura que gere produtos com mínimo impacto ao meio ambiente, que garanta a segurança alimentar da sociedade e o desenvolvimento socioeconômico dos produtores brasileiros. Desta forma, a Croplife Brasil conscientiza sobre a importância da agricultura moderna e seu potencial para o crescimento do Brasil. 

*Christian Lohbauer é doutor em ciência política e presidente executivo da CropLife Brasil**

**CropLife Brasil (CLB) é uma associação que reúne especialistas, instituições e empresas que atuam na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias em quatro áreas essenciais para a produção agrícola sustentável: germoplasma (mudas e sementes), biotecnologia, defensivos químicos e produtos biológicos.

Canal Agro