Tecnologia reduz uso de agrotóxico em até 25% nas lavouras

21 de outubro de 2020 4 mins. de leitura
Redução do uso de agrotóxico ajuda a preservar o meio ambiente, além de diminuir os custos sem prejudicar a produtividade no campo

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

O uso inadequado de agrotóxico no campo pode contaminar a terra e os lençóis freáticos, prejudicar a saúde dos trabalhadores e comprometer a produtividade. As soluções de tecnologia podem ajudar no manejo adequado do insumo e ainda reduzir em 25% o uso nas lavouras, de acordo com estudos realizados pela Divisão de Agricultura da Hexagon — empresa que fornece ferramentas tecnológicas para aumentar a eficiência, a produtividade e a sustentabilidade na produção agrícola.

Além disso, os agroquímicos representam um gasto importante na produção rural. Um levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra o impacto dos custos dos defensivos agrícolas no campo, que podem representar até 45% dos gastos totais com a lavoura, como no caso do feijão produzido em Minas Gerais.

As tecnologias podem ser utilizadas na agricultura para promover processos mais sustentáveis, usando ferramentas com objetivos de aumentar a efetividade, reduzir os custos e dar mais segurança e qualidade de trabalho ao mesmo tempo que possibilita a diminuição dos impactos ambientais.

Preocupação com uso de agrotóxico

Uso inadequado de agroquímicos pode prejudicar qualidade dos alimentos. (Fonte: Shutterstock)

A preocupação com os impactos ambientais das atividades agrícolas tem tomado uma grande dimensão. O uso de defensivos agrícolas, embora desempenhe papel fundamental, tem sido alvo de crescente preocupação em virtude de seu potencial de risco ao meio ambiente.

Os agroquímicos mal aplicados podem, por exemplo, reduzir a diversidade biológica, provocar erosão e contaminação dos solos, bem como assoreamento e contaminação dos mananciais. Essa degradação ambiental afeta a produtividade agrícola e o bem-estar socioeconômico de uma comunidade.

Por essa razão, exige-se cada vez mais do produtor rural a utilização correta e criteriosa desses insumos. O produto deve atingir as pragas de forma altamente seletiva e ser eficaz com a aplicação da menor quantidade possível. Além de tudo, o agrotóxico não pode comprometer a qualidade e o custo dos alimentos.

Como a tecnologia pode ajudar?

Controlador de taxa variável pode reduzir em até 25% o uso de agrotóxicos no campo. (Fonte: Shutterstock)

A Hexagon apontou que o uso de soluções da agricultura de precisão, como as de desligamento de seções, podem reduzir em até 20% o uso de agroquímicos. A tecnologia economiza no uso de defensivos agrícolas ao evitar a sobreposição da aplicação dos produtos.

A empresa mostrou que o controlador de taxa variável pode diminuir em até 25% a necessidade de aplicação. O sistema composto de sensores e GPS é implantado em veículos e consegue dosar de forma adequada os agroquímicos de acordo com a necessidade cada local.

“Estamos falando de processos mais ágeis, produtivos, eficientes e sustentáveis. Não temos como separar agricultura de meio ambiente. Trabalhamos com o que a natureza nos proporciona. Saber utilizá-la da melhor forma é um compromisso do setor”, avaliou Bernardo de Castro, presidente da divisão de Agricultura da Hexagon.

Quer saber mais sobre como otimizar o uso de agrotóxicos na produção? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do Brasil. 

Fonte: Compre Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Universidade de São Paulo e Hexagon.