Tecnologia melhora controle e aumenta produção de ovos

8 de agosto de 2020 4 mins. de leitura
Robôs, Inteligência Artificial (IA) e sensores ajudam propriedades avícolas a produzir ovos com mais qualidade
Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País. *** O ovo é um alimento completo e econômico, amplamente consumido pela população. Nos vários modelos de produção avícola, a tecnologia pode ajudar a realizar um controle maior da saúde das aves e das condições na granja, para proporcionar a redução de custos na propriedade e ovos com maior valor agregado. Ferramentas já permitem ao produtor monitorar em tempo real o peso dos animais, medir o consumo de ração e água individualmente, verificar níveis de estresse deles, conforto térmico e qualidade do ar. Soluções tecnológicas possibilitam também a identificação de aves doentes antes da disseminação da doença para toda a granja, aumentando a segurança e o rendimento dos alimentos.

Utilização de robôs

Os robôs já substituíram os seres humanos em diversas atividades, inclusive na produção agrícola. Uma infinidade de tarefas nas granjas são realizadas de forma rotineira e repetitiva, podendo ser feitas de forma robotizada, como o fornecimento de ração e água. O equipamento também pode agir de forma ativa, fazendo o manejo dos animais. Os robôs produzidos pela francesa Tibot, por exemplo, desencorajam as galinhas a botarem ovos no chão e mantêm as aves em movimento para melhorar a saúde animal.

Tecnologia de Sensores

homem checando ovo em granja
Tecnologia pode ajudar a aumentar a produtividade de aves poedeiras. (Fonte: Shutterstock)
Os sensores são uma tecnologia de baixo custo e fácil implementação, além de ter benefícios que podem ser sentidos de forma rápida. Esses equipamentos são capazes de monitorar o nível da amônia e do gás carbônico, controlar o clima e a ventilação, bem como atuar no sistema de iluminação para a economia de energia elétrica. Etiquetas de Identificação por Radiofrequência (RFID) podem acompanhar as aves em um ambiente mais natural, sem gaiolas, fornecendo informações para analisar comportamentos naturais do animal que podem estar associados à deficiência da dieta. Os aparelhos, como da Octopus Robots, podem ser capazes de avaliar fatores ambientais, como a temperatura, umidade, quantidade de dióxido de carbono, amônia, barulhos e luminosidade.

Inteligência Artificial

granja
Soluções tecnológicas podem ser aplicadas em diversos modelos de granja. (Fonte: Shutterstock)
Soluções de IA para cuidar de aves poedeiras, a partir de informações coletadas pelos sensores, podem identificar possíveis problemas na granja, como uma ave doente. A IA é utilizada para classificar ovos, identificar defeitos e avaliar a fertilidade na incubação. A ferramenta permite identificar qual é o sexo dos ovos galados, logo após a postura, permitindo a destinação dos machos diretamente para o mercado consumidor, enquanto as fêmeas podem ser utilizadas na granja. A tecnologia pode, inclusive, servir como um tradutor das aves, a partir da análise dos sons produzidos pelas galinhas, que podem indicar saúde, conforto e bem-estar geral ou dar sinais de desconforto e estresse. Tudo pode ser acompanhado em tempo real por meio de um computador, tablet ou smartphone. Quer ficar por dentro das novidades tecnológicas no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como drones, GPS, uso de softwares e tecnologias para sustentabilidade. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui! Fonte: Agroceres Multimix e Avicultura Industrial.
Gostou? Compartilhe!