Home office rural: pecuária de precisão possibilita trabalho remoto para gerir propriedade

25 de julho de 2020 4 mins. de leitura
Com tecnologia, produtores de gado leiteiro e de corte podem fazer o monitoramento do rebanho a distância
Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País. *** Todos os setores da economia aumentaram o trabalho em home office para diminuir os riscos de contaminação por covid-19. Nesse momento, a pecuária de precisão ganha importância, por permitir a melhoria da eficiência da propriedade com automação de atividades, além de possibilitar o monitoramento remoto em tempo real. Uma série de projetos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e aplicativos de diversas agrotechs oferecem soluções que estão disponíveis no mercado tanto para criações de gado de leite como de corte.
gado se alimentando
Brincos e colares inteligentes são capazes de transmitir em tempo real as informações sobre a saúde e o comportamento dos animais. (Fonte: Shutterstock)
É possível acompanhar os sinais vitais dos animais por meio de sensores acoplados em colares ou brincos que transmitem as informações pela internet da propriedade, automatizar o manejo bovino, inclusive para ordenha, e prever eventos reprodutivos e sanitários.

Emissão de alertas

A pecuária de precisão permite monitorar o comportamento dos animais com a emissão de alertas quando há alteração nos indicadores. Um sistema desenvolvido pela Embrapa avisa os gestores, por meio do celular ou computador, sobre mudanças de padrão no animal e até se ele parou de se movimentar. Com isso, o responsável pode acionar veterinários para verificarem a situação do rebanho e tomarem as medidas adequadas, se for o caso. Por enquanto, a solução funciona apenas em uma propriedade de pesquisa da empresa em forma de experimento, mas a ideia é desenvolver a tecnologia e tornar o uso possível pelos pecuaristas.

Monitoramento por imagem

drone em pasto
Drones podem ser utilizados para monitoramento do rebanho em tempo real. (Fonte: Shutterstock)
A produtividade na pecuária de corte e de leite depende do manejo reprodutivo e sanitário do rebanho. Muitas situações, como estro, parto e patologias, exigem a contratação de trabalhadores para realizar o acompanhamento; no entanto, o alto custo da mão de obra e a orientação de evitar aglomerações faz com que os produtores procurem alternativas. O monitoramento de animais em tempo real por meio do uso de sensores, drones, veículo aéreo não tripulado (VANT) e filmagens permite a previsão de eventos reprodutivos e sanitários. Isso diminui a necessidade de aumentar o número de funcionários ao mesmo tempo que maximiza a coleta de informações sobre o estado fisiológico do rebanho de forma remota.

Automação no manejo

A automação das propriedades rurais proporciona manejo adequado e melhor planejamento, aumentando as possibilidades de lucro. Procedimentos de rotina podem ser controlados com maior rigor para a melhoria da produtividade, e algumas atividades, como pesagem e nutrição, podem ser acompanhadas a distância. Com o auxílio do monitoramento, um gerenciamento realizado por inteligência artificial ou até mesmo por um gestor humano pode comandar de forma remota os ajustes, como em casos de perda ou ganho de peso dos animais. Quer ficar por dentro das novidades tecnológicas no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como drones, GPS, uso de softwares e tecnologias para sustentabilidade. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui! Fonte: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiepr) e Bosch.
Gostou? Compartilhe!