Grupo global investe em agtech brasileira

18 de junho de 2021 4 mins. de leitura
Inteligência Artificial será utilizada para melhorar o desenvolvimento das plantas e aumentar a produtividade no agronegócio

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A inteligência artificial (IA) é uma das principais inovações que contribuem para o desenvolvimento do agronegócio. A ferramenta vem despertando o interesse de grandes players globais do setor, e as agtechs do Brasil têm um papel importante nesse cenário mundial.

Acompanhando esse movimento, a Stoller, empresa multinacional especialista em fisiologia e nutrição vegetal, tornou-se sócia da startup paulista Cromai, que realiza diagnósticos agrícolas por camadas e eficiência de manejo baseada em dados. A parceria impulsionará o uso da visão computacional, um ramo da IA que trabalha com a análise de imagens nas propriedades rurais.

Em 2022, a solução estará disponível aos produtores de café e, a partir de 2023, outras grandes culturas, como a cana-de-açúcar, soja, milho e algodão, também serão atendidas. O desenvolvimento começará no Brasil e será expandido dentro de um projeto global que envolve 56 países.

Inteligência artificial na lavoura

Tratores são equipados com sensores para realizar diagnóstico da lavoura a partir de inteligência artificial. (Fonte: Cromai/Reprodução)
Tratores são equipados com sensores para realizar diagnóstico da lavoura a partir de inteligência artificial. (Fonte: Cromai/Reprodução)

A maioria das ferramentas de IA têm como objetivo melhorar o diagnóstico, a previsibilidade e os elementos sistêmicos da produção no agronegócio. Como, por exemplo, a previsão do tempo, o monitoramento da qualidade do solo, o manejo de água e o controle de pragas. Entretanto, poucas ferramentas focam na fisiologia das plantas.

A solução oferecida pela parceria permitirá ao agricultor monitorar de forma mais precisa suas plantações e as interações com o ambiente. Dessa forma, o agricultor poderá adotar manejos precisos para aproveitar ao máximo o potencial genético das plantas, aumentando a sua produtividade.

Leia também:

Reflexões para liderar um futuro em transformação

A era das máquinas inteligentes no campo

Agronegócio: transformação digital ou de pessoas?

Como funciona a tecnologia?

Sensores acoplados a um veículo da fazenda captam imagens da lavoura, que são processadas em tempo real por um algoritmo que utiliza análise da coloração e a morfologia das plantas para gerar um diagnóstico da plantação. O software ainda pode ser acessado por aplicativo para celular e processa imagens de drones e satélites.

A ferramenta é capaz de fornecer informações em tempo real sobre: 

  • o funcionamento fisiológico;
  • estado nutricional das plantas;
  • nível de cobertura vegetal;
  • estande de plantas;
  • temperatura foliar;
  • identificação de plantas daninhas;
  • classificação da maturidade do grão de café.

Pioneirismo brasileiro

Campus da USP, em Piracicaba, é um dos centros de fomento às agtechs no Brasil. (Fonte: Shutterstock/Erich Sacco/Reprodução)
Campus da USP, em Piracicaba, é um dos centros de fomento às agtechs no Brasil. (Fonte: Shutterstock/Erich Sacco/Reprodução)

De acordo com Rodrigo Ferreira de Oliveira, presidente da Stoller do Brasil, “todos os produtores sofrem problemas gigantescos de instabilidade climática e estresse biótico e abiótico”, em encontro online promovido com a imprensa no dia 7 de maio.

Devido a isso, o País, pela liderança exercida no agronegócio mundial e por sua diversidade de culturas, tem um cenário ideal para o desenvolvimento de inovações no campo. “Com relação à digitalização do campo, o Brasil está bastante avançado em relação a outros países”, avaliou Oliveira.

O movimento das agtechs brasileiras inclui ecossistemas formados em parceria com universidades com o setor privado em Piracicaba (SP), Cuiabá (MT), Londrina (PR), Goiânia (GO), Luís Eduardo Magalhães (BA), Maringá (PR), Cascavel (PR), São Carlos (SP), São José dos Campos (SP), Campinas (SP), Botucatu (SP) e Ribeirão Preto (SP).

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Data Rain, Portal do Agronegócio, Grupo Stoller. 

Este conteúdo foi útil para você?

149690cookie-checkGrupo global investe em agtech brasileira

Canal Agro