Energia limpa pode promover renda no campo

18 de outubro de 2020 3 mins. de leitura
Venda de energia limpa para rede de eletricidade comum pode aumentar renda de propriedades rurais no campo com baixo investimento inicial

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

O sistema de produção de eletricidade no Brasil vem se simplificando e abrindo diversas oportunidades para consumidores e pequenos produtores de energia limpa. Hoje, já é possível pagar a conta de luz com desconto e ainda gerar renda produzindo eletricidade de modo sustentável.

Essa oportunidade é oferecida pela Metha Energia, uma startup mineira que conecta produtores de energia limpa e consumidores finais utilizando a rede de distribuição de eletricidade normal sem a necessidade de uma instalação específica.

Modalidades de energia limpa

Correntes de água, vento e Sol podem ser aproveitados para gerar energia sustentável no campo. (Fonte: Shutterstock)

Qualquer modalidade de geração de energia sustentável pode ser implantada em uma propriedade rural. Desde uma turbina para energia eólica ou hídrica até um sistema fotovoltaico ou à base de biomassa. Tudo depende das condições locais.

“Pela acessibilidade e pelo contexto das propriedades rurais, as opções mais viáveis são usinas fotovoltaicas e de biogás”, explica o CEO da Metha Energia, Victor Soares. As usinas solares demandam grande área livre e plana para a implantação, enquanto a produção de biogás necessita de dejetos de suínos ou bovinos, ambas situações comuns em fazendas.

Fonte de renda extra

Geração de energia pode ser utilizada em áreas rurais que não conseguem produzir alimentos. (Fonte: Shutterstock)

“A energia renovável é uma opção para a redução de custos nas propriedades que começam a gerar a própria energia e um meio de transformar locais pouco produtivos em novas fontes de receita”, afirma Soares. A produção de energia limpa pode, inclusive, tornar-se uma alternativa para conseguir rendimentos em áreas de difícil plantação de alimentos. “Temos visto muitas propriedades que estavam em regiões com pouca vocação para a produção dos gêneros tradicionais se tornando fazendas produtoras de energia”, comenta o CEO.

Os espaços rurais já têm qualidades suficientes para implantar a geração de energia. “Seja esse recurso o espaço físico ou os insumos, como um canal com água corrente, excelentes correntes de ventos ou rejeitos orgânicos para a produção de biogás”, detalha Soares.

O CEO da Metha avalia que isso coloca os produtores rurais em uma posição privilegiada em comparação com quem precisa realizar investimentos em espaço e matéria para iniciar a produção de energia limpa.

Cadeia de produção de energia

Para começar a vender energia limpa, investidores precisam apenas se preocupar com a implantação e a manutenção da usina geradora; fora isso, toda a infraestrutura necessária para o funcionamento do negócio é fornecida pela Metha Energia. “Hoje, existe uma cadeia estabelecida que consegue viabilizar a comercialização da energia produzida pela usina de maneira bastante facilitada”, garante Soares. Dessa, forma, “o produtor rural pode aproveitar áreas improdutivas ou mesmo os dejetos da cultura para gerar energia e ganhar com isso”, finaliza.

Quer saber mais sobre como a energia limpa pode favorecer a fazenda? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do País.

Gostou? Compartilhe!