Conheça o plano de ações do agro 4.0

21 de maio de 2021 3 mins. de leitura
Tecnologias levam para o campo conectividade, inteligência artificial e a produção em larga escala com qualidade

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

O plano de ação do Agro 4.0 foi publicado recentemente no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com o intuito de promover e incentivar a expansão da internet e difusão da tecnologia no ambiente rural. Aprovado pela Câmara do Agro 4.0 no começo de abril de 2021, prevê ações e iniciativas para as seguintes áreas: 

  • desenvolvimento, tecnologia e inovação; 
  • desenvolvimento profissional; 
  • cadeias produtivas e desenvolvimento de fornecedores;
  • conectividade no campo.

Ele será implementado entre 2021 e 2024 e deve ser revisado periodicamente para avaliação dos resultados.

Uma das ações previstas no plano é a introdução do uso de tecnologias digitais nas pequenas, médias e grandes propriedades.(Unsplash/Reprodução)
Uma das ações previstas no plano é a introdução do uso de tecnologias digitais nas pequenas, médias e grandes propriedades. (Fonte: Unsplash/Reprodução)

Câmara Agro 4.0 e grupos de trabalhos

A Câmara do Agro 4.0 foi criada em 2019, por meio de um acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) com o intuito de levar soluções tecnológicas para o campo.

Em sua organização, a Câmara do Agro 4.0 conta com Grupos de Trabalho (GTs) formado por convidados dos setores público, empresarial e acadêmico das mais diversas áreas do conhecimento. Eles são os responsáveis pela implementação das ações e iniciativas estipuladas pelo plano de forma regional e nacional. 

Daniel Trento, coordenador-geral de Inovação Aberta, em entrevista ao site do governo federal, comentou “a agenda Agro 4.0 levará ao campo conectividade, informação qualificada, tecnologia e inovação, elementos essenciais para manter o Brasil como protagonista no agro global”.

Leia também:

Imposto de renda para produtor rural: como declarar
5 soluções para acabar com o desmatamento da Amazônia
O que é NPK e como o adubo deve ser utilizado?

Agricultura 4.0 como inspiração

Com um maior controle da lavoura e a ajuda de drones, é possível controlar a distribuição de insumos de forma precisa. (Fonte: Unsplash/Reprodução)
Com um maior controle da lavoura e a ajuda de drones, é possível controlar a distribuição de insumos de forma precisa. (Fonte: Unsplash/Reprodução)

A agricultura 4.0 é a quarta revolução tecnológica e se beneficia de alternativas como Big Data, Internet das Coisas (IoT), computação holográfica e inteligência artificial (IA), que, além de aumentarem a produção, contribuem para o monitoramento das operações agrícolas, reduzem desperdícios e custos. 

Os drones, por exemplo, podem localizar pragas, pontos que necessitam mais irrigação e realização de análises do clima prevendo soluções.

A biotecnologia também se destaca, visto que ela proporciona um melhor entendimento sobre o desenvolvimento de plantas e a possibilidade de seleção artificial — estratégia que contribui no melhoramento genético e, consequentemente, nas mudanças climáticas, no controle de pragas e de doenças.

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Brasil Agro, Totvs, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Este conteúdo foi útil para você?

147760cookie-checkConheça o plano de ações do agro 4.0

Canal Agro