Com tecnologia de gestão, eficiência do agronegócio pode aumentar 25%

18 de julho de 2020 3 mins. de leitura
Apenas 5% dos produtores fazem gestão da propriedade com ferramentas informatizadas que poderiam potencializar os lucros
Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País. *** Até pouco tempo atrás, a utilização de softwares na gestão de uma propriedade agropecuária era uma realidade distante. Com a popularização dos smartphones e o aumento do acesso a redes de telefonia móvel e de internet banda larga, o campo se tornou fértil para a utilização de máquinas conectadas e outras tecnologias. Apesar disso, apenas 5% dos produtores rurais utilizavam alguma ferramenta informatizada para gerenciar gastos em 2017, segundo pesquisa divulgada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O controle mais comum é realizado na cabeça do produtor, na ponta do lápis ou em planilhas. Há diversos softwares que podem ajudar o agropecuarista a lidar com os diferentes aspectos do negócio, com soluções específicas para cada tipo de atividade. Os mais difundidos estão relacionados às áreas de gestão, agronomia, maquinário e contabilidade, prometendo ganho de até 25% na produtividade.

Tecnologia de gestão no agronegócio

aplicativo para produção no agro
Popularização de celulares e banda larga no campo permite a adoção de ferramentas de gestão na propriedade. (Fonte: Shutterstock)
O principal objetivo de utilizar tecnologias para gerir o negócio é poder produzir mais com menos recursos. Softwares de gerenciamento são sistemas inteligentes de dados para otimizar o rendimento da área agrícola, equilibrando sustentabilidade, qualidade, escalabilidade e retorno financeiro. As ferramentas oferecem uma infinidade de funções para ajudar a gerir a propriedade e permitem maior eficiência operacional, organizando tarefas de forma coordenada. Além disso, facilitam o controle de inventário e estoque ao mesmo tempo que aumentam a transparência da atuação na propriedade. Esses programas possibilitam realizar o planejamento da colheita por meio da construção de um orçamento, o que pode melhorar a relação com credores, arrendatários, parceiros e sócios. A tecnologia ainda pode subsidiar decisões, como gerenciar risco de preço e decidir quando uma safra deve ser vendida.

Ganhos na propriedade

produção agro com tecnologia
Sensores facilitam coleta de dados para gerenciamento da propriedade. (Fonte: Shutterstock)
As ferramentas utilizadas para o gerenciamento da propriedade resultam em ganhos de eficiência e rendimento. O programa de gestão agroindustrial Farmmone, por exemplo, promete aumentar a produtividade em até 25%, com coordenação entre planejamento e execução de ações. A solução permite a projeção de resultados das operações agropecuárias a partir de uma simulação em Big Data (conjunto massivo de dados). O software consolida informações de instrumentos da agricultura de precisão, como computadores de bordo, estações meteorológicas, satélites, drones e outros recursos. O fabricante afirma que o aplicativo é capaz de suportar e processar informações de operações com mais de 60 mil hectares. A solução pode ajudar a reduzir até 15% das perdas de receita por falta de estoque. Quer ficar por dentro das novidades tecnológicas no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como drones, GPS, uso de softwares e tecnologias para sustentabilidade. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui! Fonte: Agrolink, Aegro e Its Group.
Gostou? Compartilhe!