Carne bovina: Brasil e Tailândia fecham acordo por exportação

30 de junho de 2020 3 mins. de leitura
Frigoríficos do Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, além de Rondônia e Goiás, passam a produzir também para os asiáticos
Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País. *** O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou o acordo da abertura do comércio tailandês para a importação de carne brasileira. De acordo com a pasta, cinco frigoríficos foram autorizados a comercializar para o país asiático. Em 2019, a Tailândia investiu US$ 90 milhões em importação de carne bovina de diversas regiões do planeta, tendo a Austrália como principal parceira comercial. Leia mais: Valor da carne bovina pode continuar alto neste ano

Abertura do mercado

Desde 2019, o Mapa obteve mais de 700 licenças para exportação. (Fonte: Pixabay)
O acordo comercial com a Tailândia faz parte de uma série de medidas tomadas pela Ministra Tereza Cristina para incentivar a abertura de mercados estrangeiros para produtos brasileiros. Ao todo, já são mais de 60 mercados externos abertos e mais de 700 habilitações concedidas a produtores. Em comunicado à imprensa, o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Orlando Leite Ribeiro, ressaltou a importância financeira desse tipo de acordo. Ele destacou que a abertura de mercado para produtos como carne bovina desossada, com osso e miúdos, tem potencial de receita de US$ 100 milhões para os próximos anos. Exportações: Entenda como o Mapa vem trabalhando na abertura do mercado As negociações com a Tailândia são antigas. O Mapa publicou em seu site que as tratativas com o Ministério da Agricultura do país asiático ocorriam desde 2015 e se arrastaram até o acordo final no começo de 2020. Em abril deste ano, pela primeira vez na história, o Brasil ultrapassou a casa de US$ 10 bilhões de produtos agropecuários exportados em um único mês. As cifras de US$ 10,22 bilhões foram 25% superiores em comparação com o valor obtido no mês anterior. O recorde passado ocorreu em abril de 2013, quando o País vendeu cerca de US$ 9,65 bilhões em produtos para o mundo todo.

Exportações de carne devem atingir recorde

Brasil deve ter recorde de exportação de carne bovina em 2020. (Fonte: Pixabay)
Nem mesmo a pandemia do novo coronavírus tem conseguido frear o mercado da carne bovina brasileira. Em declaração, o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Antônio Jorge Camardelli, disse que as vendas devem ultrapassar US$ 8 bilhões em 2020 e superar o recorde de 2019. Saiba também: Como o coronavírus impacta as exportações de carne No ano anterior, o Brasil já havia tido crescimento de 12,4% no volume de embarcações do produto em comparação com 2018. Os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) apontam para a exportação de mais de 2 milhões de toneladas neste ano, o que superaria a marca de 2019 em 130 mil toneladas. Quer ficar por dentro das novidades tecnológicas no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como drones, GPS, uso de softwares e tecnologias para sustentabilidade. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui! Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
Gostou? Compartilhe!