Dos pets à pecuária: a importância da ultrassonografia veterinária

10 de março de 2020 4 mins. de leitura
Importante para diagnósticos veterinários, a ultrassonografia permite melhorar a manutenção da saúde dos animais domésticos e do campo

A ultrassonografia veterinária é uma técnica que se destaca nos atendimentos tanto no tratamento de animais domésticos quanto do campo. Esse tipo de exame é responsável por detalhar as estruturas do corpo por meio da análise visual da anatomia, sendo possível a detecção de alterações que, uma vez correlacionadas às informações clínicas, permitem um diagnóstico otimizado e de alta precisão.

O aparelho de ultrassom foi aperfeiçoado para tornar os diagnósticos cada vez mais precisos, como no caso da função doppler associada a exames por imagem, tornando possível avaliar o fluxo sanguíneo dos pacientes.

(Fonte: Shutterstock)

De acordo com estudo publicado na Revista Brasileira de Higiene e Sanidade Animal, a ultrassonografia é um procedimento não invasivo, indolor, com excelente custo-benefício e que auxilia em diagnósticos, prevenções, tratamentos e acompanhamento de um grande número de doenças. Permite, ainda, o monitoramento da gestação dos animais.

Indispensável na rotina dos veterinários pela facilidade de operacionalização e interpretação dos resultados, a prática é indicada para a detecção de cálculos urinários e renais, corpos estranhos, gastrite, aumento da próstata, cistos ovarianos, tumores, causas de emagrecimento progressivo, entre outros. Em caso de gestação, o exame ajuda na identificação do feto e no acompanhamento do seu desenvolvimento, além de indicar más-formações. O ultrassom também serve de apoio para coletas induzidas de urina (cistocentese) e coleta de material via punções aspirativas de órgãos abdominais para análise citológica (biópsia).

O preparo e a capacitação para o exame são muito importantes para que, além do manuseio correto dos equipamentos, o profissional esteja preparado para lidar com o animal independentemente de seu porte, sabendo a melhor forma de tranquilizá-lo para que o resultado não seja comprometido. Vale ressaltar que o exame precisa ser solicitado por um médico veterinário e a sua requisição deve indicar a suspeita clínica, para que o estudo do ultrassonografista veterinário seja mais bem direcionado.

Ultrassonografia na pecuária

(Fonte: Shutterstock)

A pecuária é uma atividade de grande representatividade na economia nacional. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017, o Brasil alcançou a marca de 172 milhões de cabeças de bovinos, com produção de 30 bilhões de litros de leite e 316 mil toneladas de queijo e requeijão. Em 2018, o Produto Interno Bruto (PIB) da pecuária somou R$ 597,22 bilhões, 8,3% acima dos R$ 551,41 bilhões apurados em 2017; com isso, elevou para 8,7% sua participação no PIB total do País, de acordo com um levantamento da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).

Um dos grandes segredos por trás desses números está na contribuição dos médicos veterinários, que consolidam seu importante papel no estabelecimento de um programa adequado de saúde do rebanho voltado para corte ou produção leite. É fundamental que todo o ciclo produtivo dos animais seja avaliado, com o desempenho reprodutivo sendo uma das chaves para que a produção seja otimizada.

No caso da pecuária leiteira, por exemplo, a ultrassonografia veterinária representa maior eficiência no manejo do gado, uma vez que a reprodução está diretamente ligada à produtividade do rebanho e à rentabilidade do produtor. Assim, o acompanhamento dos animais em idade fértil é determinante para uma maior produção de leite, o que acarreta um número maior de novilhas para procriação e com menores intervalos improdutivos.

Com o acompanhamento veterinário adequado e o uso de técnicas de ultrassonografia, os custos com tratamentos reprodutivos são diminuídos e os índices genéticos melhoram. Dessa forma, a preocupação e o cuidado com a saúde animal são um caminho lucrativo e que traz benefícios tanto para o produtor e para a agroindústria como para o consumidor final, que tem acesso a produtos de maior qualidade no mercado.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Dopper; Revista Veterinária

Gostou? Compartilhe!