Seca deve atrasar safra verão: confira dicas para otimizar plantio

2 de outubro de 2020 4 mins. de leitura
A falta de chuvas pode atrapalhar o início da safra verão, mas a adoção de boas práticas de plantio e tecnologias tendem a ajudar produtores

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

O mês de setembro geralmente é marcado pelo início do plantio da safra verão no Brasil. No entanto, especialistas do Climatempo fazem alerta para produtores: com o tempo seco predominante na maior parte do País, a melhor solução é adiar o plantio e aguardar pelas chuvas que devem ocorrer somente no início de outubro.

De acordo com o agrometeorologista João Castro, produtores devem ter paciência e seguir recomendações para enfrentar o período sem grandes prejuízos, escolhendo variedades adequadas para o clima da região e aguardando a elevação da umidade para realizar a semeadura da safra verão. 

A proteção do plantio é de suma importância, considerando que essa etapa é fundamental para a definição da população de plantas na lavoura. Caso o plantio seja feito em condições inapropriadas, as perdas e as falhas na germinação podem resultar em uma lavoura desuniforme e com baixa produtividade, podendo até mesmo inviabilizar o manejo e a colheita.

(Fonte: Shutterstock)

O que considerar na hora do plantio

A importância da chuva e da umidade relativa do ar está diretamente ligada ao desenvolvimento e à resistência das plantas. Isso porque é através da absorção de água e de nutrientes que as plantas se fortalecerão para enfrentar ataques de pragas, doenças e outras condições adversas do clima, como estiagem e incidência solar.

Com as tecnologias disponíveis atualmente no mercado, é possível obter resultados satisfatórios mesmo com atraso no plantio ou com outros desafios naturais. Nesse cenário, o conhecimento é o maior aliado dos produtores rurais para manter a rentabilidade e a qualidade da produção.

Algumas boas práticas que podem otimizar o plantio em épocas de seca são:

  • Plantio direto com rotação de culturas

O plantio direto e a rotação de cultura são técnicas que ajudam na preservação do solo e na melhoria de suas características físicas e químicas. Ao adotar esse tipo de cultivo, o produtor consegue melhorar o desempenho da área em relação à disponibilidade de água e nutrientes para as plantas, além de beneficiar a umidade do solo mesmo passando por períodos de estiagem.

  • Escolha da época de plantio

A época de plantio ideal é aquela onde a planta a ser cultivada terá todas as necessidades supridas para crescer e se desenvolver plenamente. Por isso, é imprescindível avaliar as recomendações de acordo com a região e a cultura, para garantir que as plantas terão incidência solar, temperatura e umidade necessárias para a germinação das sementes.

  • Escolha das sementes

Escolher sementes de qualidade e com tratamentos de acordo com as exigências da região de plantio também é uma forma de proteger o plantio e garantir o bom desempenho da lavoura. Além disso, a escolha das cultivares também é fundamental para o sucesso da safra, pois cada cultivar pode apresentar características de resistência diferentes de acordo com o que a área de cultivo demanda.

  • Zoneamento agrícola de risco climático

Com base em informações-chave sobre o clima, o zoneamento agrícola de risco climático é uma excelente estratégia para que os produtores saibam quando realizar o plantio e evitar a baixa na produtividade causada por seca, geada, granizo ou outras adversidades climáticas e ambientais. 

Quer saber mais sobre como melhorar a produtividade em diferentes cenários? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do Brasil. 

Fonte: Notícias Agrícolas e Agrolink.

Gostou? Compartilhe!