Saiba como garantir a segurança sanitária na logística do agronegócio

9 de novembro de 2020 4 mins. de leitura
Cuidados são necessários para respeitar a lei e garantir a segurança dos alimentos transportados para que o produtos cheguem com qualidade ao consumidor final

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

Além da preocupação com a qualidade do produto para o consumidor final, a logística do agronegócio deve se preocupar com a rígida legislação brasileira, a qual estabelece regras de higiene para o manuseio, armazenamento e movimentação de cargas agropecuárias.

As leis brasileiras estabelecem que as transportadoras devem realizar o controle da conservação dos produtos, bem como dispor de meios para garantir a higiene, como desinfecção fácil e completa das cargas e dos veículos. Além disso, o manuseio e o armazenamento dos produtos devem evitar apodrecimentos ou contaminações.

Por isso, além da regularidade da documentação, é necessário verificar uma série de aspectos, como a temperatura ideal para os produtos, a limpeza do veículo, a ausência de vetores e pragas, bem como se o transporte garante a integridade da carga ou ainda se o veículo transporta outras cargas que possam comprometer a segurança do alimento.

Conheça os principais cuidados para garantir a segurança sanitária na logística do agronegócio.

Rastreabilidade

Identificar a origem, o percurso e o destino dos produtos é essencial para garantir a segurança alimentar. Por isso, o transportador deve ficar atento à presença de etiquetas nos alimentos, que devem apresentar informações de acordo com as regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O processo de conferência pode se tornar mais ágil com a utilização de ferramentas de gestão de processos operacionais que, com ajuda de um software, permite o acompanhamento de informações como o trajeto e a temperatura dos produtos, avisando imediatamente no caso de problemas.

Temperatura adequada

Veículos com baú refrigerado mantêm a temperatura ideal de alimentos. (Fonte: Shutterstock)
Veículos com baú refrigerado mantêm a temperatura ideal de alimentos. (Fonte: Shutterstock)

Garantir a estabilidade da temperatura durante todo o processo é essencial para que o produto continue apropriado para o consumo humano, mesmo após longas horas de viagem. Para tanto, é necessário contratar uma empresa com veículos adaptados, com baú refrigerador, e que adotem um rígido controle durante todo o transporte.

Validade dos produtos

Os produtos do agronegócio podem ser extremamente perecíveis. Por essa razão, a transportadora tem de ter um cuidado especial com a validade dos produtos. Cargas próximas do vencimento podem representar um problema, especialmente se acontecerem imprevistos durante o transporte. Assim, é importante estabelecer uma boa margem de segurança para o percurso, pois o transporte de itens vencidos é ilegal.

Empilhamento da carga

A organização da carga deve evitar danos aos produtos. (Fonte: Shutterstock)
A organização da carga deve evitar danos aos produtos. (Fonte: Shutterstock)

A organização da carga no compartimento do caminhão, respeitando o coeficiente máximo de empilhamento permitido pelas embalagens, minimiza os riscos de danos e assegura que os produtos não sofram impactos indesejáveis. Produtos danificados, como enlatados amassados, se tornam impróprios ao consumo e podem representar um grande prejuízo ao fabricante e ao distribuidor.

Leia também: Investimento de R$ 40 bi em ferrovias melhora logística do agronegócio

Logística inteligente favorece sustentabilidade no agronegócio

A importância da eficiência logística na distribuição de grãos

Cuidados com a covid-19

Em tempos de pandemia, cuidados extras são necessários para garantir a segurança no transporte. Devem ser oferecidas aos motoristas formas para reduzir o contágio por covid-19. Iniciativas de empresas, como a Carreta Texaco, têm orientado caminhoneiros e distribuídos de kits de higiene, além de oferecer verificação de temperatura e atendimento clínico para a constatação inicial de sintomas.

Quer saber mais sobre logística na cadeia do agronegócio? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do Brasil. 

Fonte: Food Safety Brazil, Cargo X, Texaco.