Produção Agropecuária deve alcançar R$ 848,6 milhões em 2020

16 de novembro de 2020 3 mins. de leitura
Soja, milho e carne bovina representam mais da metade de todo o faturamento do agronegócio brasileiro em 2020

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Brasil deverá ter uma alta de 13,14% em 2020 em comparação ao ano anterior. O faturamento do agronegócio brasileiro deve alcançar um valor de R$ 848,6 bilhões, de acordo com estimativas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com base nos preços agrícolas pagos ao produtor e das exportações em outubro.

A agricultura representa dois terços do total do VBP, com um valor total de R$ 572,27 bilhões, com crescimento de 16,9% em relação ao ano passado. A soja continua sendo o principal produto da agropecuária nacional, representando um quarto de todo o valor produzido. O grão deve faturar R$ 223,17 bilhões e teve um crescimento de 35% com relação ao ano passado.

A pecuária deve ter um crescimento menor, de 6,1% em relação a 2019, e deve alcançar o faturamento de R$ 276,32 bilhões. A estimativa é que o segmento bovino, segundo produto com maior participação no faturamento total, chegue a um valor de R$ 121,247 bilhões em 2020 — com um crescimento na mesma faixa do setor da pecuária (6%).

Melhores desempenhos

Soja tem a maior participação entre os produtos no faturamento do agronegócio brasileiro. (Fonte: Shutterstock)
Soja tem a maior participação entre os produtos no faturamento do agronegócio brasileiro. (Fonte: Shutterstock)

A maior parte dos produtos analisados também apresentou aumento de preços pagos ao produtor ou de exportação. Além disso, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam estoques reduzidos para vários produtos, o que mostra que as vendas no mercado interno e para fora do País estão aquecidas.

As maiores variações de preço foram registradas na soja (26,4%), no arroz (22,3%), no trigo (21,0%), na maçã (20,6%), na carne bovina (17,7%), no milho (17,6%), no feijão (17,2%) e no café arábica (14,2%). Apenas um grupo pequeno de produtos agropecuários apresentou um desempenho baixo, entre eles, a banana, a batata-inglesa, o tomate, a uva e a carne de frango.

Faturamento por região

A região Centro-Oeste, com R$ 279 bilhões, concentra um terço de todo o VBP brasileiro, puxado pelas lavouras de soja, que representam mais da metade do valor da produção nacional. O Mato Grosso lidera o ranking entre os estados brasileiros de participação no VBP, e o faturamento agropecuário do estado representa 18,4% do nacional. Somente a soja representa R$ 66,74 bilhões do total de R$ 156 bilhões produzidos pelo estado.

O Sudeste é a segunda região com mais participação na produção nacional, com R$ 206,55 bilhões, valor quase igual estimado pela produção da região Sul, com R$ 206,54 bilhões. Os estados com a maior participação no VBP são Paraná (12,9%), São Paulo (12%), Minas Gerais (10,7%) e Rio Grande do Sul (8,1%).

Otimismo para 2021

Arroz deve contribuir para nossa alta do VBP em 2021. (Fonte: Shutterstock)
Arroz deve contribuir para nossa alta do VBP em 2021. (Fonte: Shutterstock)

As primeiras estimativas do VBP para 2021 indicam um cenário otimista. O VBP projetado é de R$ 949,22 bilhões, 11,9% acima do observado em 2020 (R$ 848,6 bilhões). As perspectivas para soja, arroz e carnes deve puxar o crescimento. Somente a oleaginosa tem previsão do VBP no próximo ano de R$ 300 bilhões, um aumento de 34% em comparação com os R$ 223,2 bilhões estimados para 2020.

Participe do debate sobre a pecuária brasileira e seu impacto no meio-ambiente. É online e gratuito. Inscreva-se agora!

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento.