Por que defensivos agrícolas são importantes?

5 de abril de 2021 3 mins. de leitura
Aumento da produtividade no campo é uma das importâncias; há formas de otimizar o uso

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

Os defensivos agrícolas passaram a ser usados em larga escala a partir da década de 1970, com a Revolução Verde. Graças a isso, a agricultura ganhou uma eficiência singular. Isso é tão relevante que se pode dizer que o agronegócio brasileiro só foi capaz de se consolidar na medida em que fez uso desses métodos em larga escala. 

No entanto, a preocupação com os agrotóxicos também cresceu, sobretudo por parte de mercados importadores mais críticos, como o europeu. 

Conheça as frutas e as verduras campeãs no uso de agrotóxicos

Mas, entre esses extremos, os defensivos têm espaço e continuam a ser importantes. Entenda por que os químicos são relevantes para o campo.

Por que defensivos são importantes na lavoura

Produtos químicos são importantes para o controle de pragas, que podem comprometer a produção e o abastecimento da população. (Fonte: Valentin Valkov/Shutterstock)
Produtos químicos são importantes para o controle de pragas, que podem comprometer a produção e o abastecimento da população. (Fonte: Valentin Valkov/Shutterstock)

As propriedades rurais têm o desafio de produzir cada vez mais, seja para alimentar uma população crescente, seja para se manter em um mercado competitivo. Por isso, quando surgem pragas, os agrotóxicos (termo usado na legislação brasileira) são fundamentais.

Quando se fala em controle de pragas, isso pode se aplicar a ervas daninhas ou a fungos, ácaros e insetos que se alimentam da cultura da lavoura. E, para cada tipo de doença, há um químico específico:

  • Inseticidas são agrotóxicos capazes de combater a proliferação de insetos na plantação. Os mais comuns são lagartas, percevejos e pulgões.
  • Acaricidas são defensivos que se aplicam com o objetivo de controlar a atuação de ácaros na lavoura.
  • Fungicidas são destinados ao combate de fungos.
  • Nematicidas são os defensivos químicos capazes de controlar nematoides (vermes) parasitas de plantas.
  • Herbicidas são agrotóxicos utilizados para diminuir o crescimento de ervas daninhas na plantação.

Softwares e drone são solução para controle de pragas no campo

Por isso, o produtor deve identificar o problema e atuar com o químico mais adequado ou com um composto deles.

Saiba mais sobre o Manejo Integrado de Pragas

As pragas são um problema sério, mas os defensivos devem ser aplicados de forma integrada a outros cuidados. (Fonte: Tomasz Klejdysz/Shutterstock)
As pragas são um problema sério, mas os defensivos devem ser aplicados de forma integrada a outros cuidados. (Fonte: Tomasz Klejdysz/Shutterstock)

Além do tipo certo de agrotóxico, a ideia é que se aplique apenas a quantia necessária. Quanto menos químicos a plantação receber, melhor. E é por isso que os defensivos são pensados em um arranjo mais amplo de técnicas de soluções que compõem o Manejo Integrado de Pragas (MIP).

Afinal, o que é MIP e como essa estratégia ajuda o agronegócio?

Para que o uso de agrotóxicos seja otimizado, reduzindo assim os custos com este insumo, o produtor pode usar uma série de instrumentos. Confira alguns deles e veja como é possível criar etapas de cuidado com a plantação.

  • Preparação adequada do solo para o plantio.
  • Opção por cultivares mais resistentes, com sementes tratadas.
  • Cuidado com o espaçamento e a densidade da lavoura.
  • Rotação de culturas na propriedade.
  • Monitoramento de controle constante.
  • Investimento em tecnologia de aplicação de produtos.
  • Supervisão de um engenheiro agrônomo.

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa Newsletter.

Fonte: Tecnologia no campo, Boas Práticas Agronômicas. 

Este conteúdo foi útil para você?

138650cookie-checkPor que defensivos agrícolas são importantes?

Canal Agro