O que é biodiversidade e por que ela é benéfica ao agronegócio?

22 de junho de 2021 5 mins. de leitura
O mundo agro tem na biodiversidade um ativo e deve estimulá-la como uma estratégia competitiva

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A Amazônia tem uma área enorme: 5,5 milhões de quilômetros quadrados. Para se ter uma ideia do que isso significa, a Índia, o segundo país mais populoso do planeta, tem 1,4 bilhão de pessoas e conta com 3,2 milhões de km². 

No entanto, essa não é a principal razão pela qual a Amazônia é considerada o maior patrimônio verde do mundo. O título vem da sua biodiversidade, que se refere à quantidade de espécies que convivem em um mesmo bioma. 

Esse fator gera polêmica no campo. Muitas vezes, critica-se o agronegócio ao afirmar que ele seria responsável por acabar com a biodiversidade da Amazônia e outros biomas. Mas é possível produzir sem atrapalhar a sustentabilidade? Afinal, qual é a importância de manter a floresta viva?

Saiba tudo sobre o assunto e entenda por que o agronegócio não é o vilão, mas precisa estar atento ao seu impacto ambiental. Com o direcionamento certo, o agro brasileiro pode ter na preservação dos recursos naturais, inclusive, um diferencial competitivo.

Por que a biodiversidade deve ser um ativo do agro?

Tornar o agronegócio mais sustentável é importante e já existem mercados interessados nessa migração. (Fonte: Paralaxis/Shutterstock)
Tornar o agronegócio mais sustentável é importante e já existem mercados interessados nessa migração. (Fonte: Paralaxis/Shutterstock)

No último sábado, 22 de maio, foi celebrado o dia da biodiversidade. A data é uma iniciativa da sociedade civil para discutir os benefícios que a manutenção da convivência de diferentes espécies em um mesmo bioma gera ao meio ambiente e também à economia — afinal, é possível conciliar sustentabilidade e produtividade no agronegócio.

Inclusive, esse foi um dos principais pontos do Estadão Summit Agro 2020. Para os debatedores, não há mais espaço no mercado para a produção devastadora, que prejudica o meio ambiente e também a imagem do setor.

Isso é especialmente importante diante da alta demanda de mercados críticos a métodos pouco sustentáveis, como é o caso dos países europeus em relação aos produtos brasileiros.

Além disso, a biodiversidade tem importância interespecífica (entre as espécies) e pode afetar a produtividade. Ao desmatar ou queimar indiscriminadamente uma grande quantidade de terra, afeta-se o ciclo de espécies que vivia ali, inclusive as controladoras naturais de pragas — e o mesmo vale para o uso irregular de defensivos químicos. 

Leia mais:

Tecnologias de manejo permitem sustentabilidade na produção pecuária

Adubação biológica: aumento da produtividade e redução de custos

ILPF: como escolher as melhores árvores para esse sistema

Como garantir a biodiversidade?

A integração lavoura-pecuária-floresta garante o bem-estar do animal, a fixação de carbono, a biodiversidade e o retorno financeiro. (Fonte: Fernando Branco Aerocam/Shutterstock)
A integração lavoura-pecuária-floresta garante o bem-estar do animal, a fixação de carbono, a biodiversidade e o retorno financeiro. (Fonte: Fernando Branco Aerocam/Shutterstock)

Graças a novos métodos produtivos que permitem um manejo mais sustentável e menos invasivo, pode-se dispor de técnicas adequadas de cultivo sem abrir mão das finanças. Quer ver como implementar métodos “amigos” da biodiversidade na sua propriedade? Confira algumas dicas a seguir e veja como a Ciência e a Tecnologia são aliadas do agronegócio.

Cultivares de laboratório e crioulos

A safra começa muito antes do plantio. Um dos primeiros passos se refere à escolha da cultura e dos cultivares. Grandes empresas têm um catálogo com uma enorme variedade de sementes, mas o trabalho de manutenção das sementes crioulas continua sendo importante. 

Estas são as “sementes nativas”, protegidas e colhidas por indígenas ou produtores, que dão origem às espécies sem modificação genética. Dessa forma, usar essa variação de sementes para o cultivo ajuda na manutenção do bioma e da qualidade do solo.

Integração da propriedade com floresta

A sustentabilidade pode ser tão rentável quanto é importante. Prova disso são os sistemas de integração pecuária-floresta e lavoura-pecuária-floresta. Esses casos permitem a manutenção das árvores nativas e a fixação de carbono, e a recompensa vem com o selo Carne Carbono Zero, que apresenta um ótimo valor de mercado.

Mapeamento tecnológico para uso de defensivos

Outra forma de garantir um método mais sustentável de cuidado no campo é reduzir ao máximo o uso de defensivos químicos. Para isso, pode-se unir tecnologia e ciência no Manejo Integrado de Pragas. Atualmente, já existe conhecimento disponível para segmentar a lavoura em clusters, mapeá-los quanto à necessidade de agrotóxicos, assim como customizar e otimizar a aplicação. 

Todas essas são dicas para garantir a biodiversidade. Longe de ser um problema, ela é uma aliada, sendo uma estratégia ambiental e comercial para o País. Então fique de olho, aqui sempre tem muita informação para você incrementar o seu negócio!  

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Agricultura Moderna, Agricultura Sustentavel, CropLife.

Este conteúdo foi útil para você?

149780cookie-checkO que é biodiversidade e por que ela é benéfica ao agronegócio?

Canal Agro