Agricultura e abastecimento: a importância do setor frente à pandemia

27 de abril de 2020 3 mins. de leitura
O setor da agricultura é estratégico para que o mundo consiga superar a covid-19, e medidas estão sendo tomadas para que não haja crise de abastecimento

Com a escalada do coronavírus no mundo, medidas de isolamento social foram amplamente adotadas pelos governos para conter o vírus. A exceção são os setores considerados essenciais, como o da saúde, que fica na linha de frente; e a agricultura também entra nessa categoria, evitando uma crise de abastecimento para 7,7 bilhões de pessoas.

Papel fundamental do abastecimento alimentar

Fonte: MAPA
(Fonte: Mapa)

Em comunicado, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) afirmou que “se faltarem alimentos ou se houver irregularidades no abastecimento, a saúde das pessoas será afetada e a própria harmonia social, que tanto precisamos nessa hora, será atingida”. Tendo isso em vista, os esforços para que não haja desabastecimento são grandes.

A Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou que segue trabalhando para manter a distribuição normal de alimentos e que nenhuma cidade está atualmente com problemas de abastecimento. Além disso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está trabalhando com o Ministério da Infraestrutura para organizar a logística de escoamento da produção.

Programas do governo para segurança alimentar

Fonte: Freepik
(Fonte: Freepik)

No Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) existe uma lei que define que 30% da merenda escolar deve ser proveniente da agricultura familiar local. Com a paralisação das instituições de ensino, a distribuição dos alimentos ficou prejudicada, mas, em votação, o Congresso aprovou a distribuição dos alimentos provenientes do PNAE para os alunos, sendo um alívio para as famílias e os agricultores. O programa injeta cerca de R$ 1 bilhão no setor agrícola, favorecendo os pequenos produtores e promovendo o desenvolvimento local.

Outro importante projeto para a agricultura familiar ganhou reforço durante a pandemia. Segundo a ministra, R$ 500 milhões serão destinados ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do governo federal. Através dele, o Executivo compra os alimentos dos pequenos agricultores e os repassa para serem comercializado em todo o País.

Segurança e proteção na agricultura

A agricultura é um setor essencial para a população e não pode parar, mas todos os produtores devem reforçar os cuidados de higiene, para que eles e os funcionários não sejam contaminados. Algumas dicas para que o campo passe pela pandemia em segurança são:

  • intensificação dos hábitos de higiene;
  • turnos de trabalho para evitar aglomeração;
  • home office para o setor administrativo;
  • antecipação de férias para trabalhadores idosos e de outros grupos de risco;
  • uso de equipamento individual, como máscaras e luvas;
  • manutenção de distância segura entre todos os colaboradores.

Enquanto os produtores cuidam de si e da alimentação de todos, medidas de auxílio financeiro e prorrogação de prazos de financiamento já estão sendo tomadas pelos poderes para minimizar os impactos no setor. São iniciativas que visam garantir a segurança alimentar da população, a estabilidade da agricultura e evitar uma crise de abastecimento.

Já conhece o Estadão Summit Agro? Saiba o que rolou na última edição do evento

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Canal Agro