Conheça o evento

Coronavírus: como prevenir a doença em fazendas

Seguir regras básicas de higiene e isolamento pode auxiliar na contenção da covid-19

Coronavírus: como prevenir a doença em fazendas
09/04/2020 • 3 min. de leitura

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

A Organização Mundial da Saúde (OMS) caracterizou oficialmente o novo coronavírus, em 11 de março de 2020, como uma pandemia. De acordo com dados do Ministério da Saúde, no Brasil, até o começo de abril, foram confirmadas aproximadamente 160 mortes e 4.579 infectados.

Segundo a John Hopkins University & Medicine, nos Estados Unidos, os números mundiais relacionados ao novo coronavírus somam mais de 786 mil pessoas infectadas e uma perda de 39 mil vidas até o começo de abril. O vírus é de rápida transmissão, por isso todos devem seguir regras básicas de higiene e isolamento para se proteger, o que inclui o setor agrícola e as fazendas.

Como prevenir o coronavírus nas fazendas

Assim como diversos setores comerciais, as fazendas precisam tomar providências para evitar a proliferação do coronavírus. A seguir, entenda como isso pode ser feito.

Comunicação da empresa sobre o coronavírus

Manter uma comunicação transparente com os funcionários, agentes e clientes sobre o novo coronavírus é essencial. Proprietários e gerentes devem ser encarregados de informar os funcionários sobre planos e mudanças das empresas agrícolas e orientá-los nisso.

As informações repassadas devem ser fornecidas por órgãos competentes, como o Ministério da Saúde ou departamento de saúde local. A comunicação, de preferência, deve ser realizada por meios que não envolvam contato físico, como emails, telefonemas, materiais impressos e teleconferências.

A higienização das mãos

Um estudo da Universidade da Califórnia, Princeton e Los Angeles, publicado pela revista científica New England Journal of Medicine, aponta que o coronavírus pode sobreviver até três dias em superfícies como aço ou plástico. O estudo também indica que o vírus suporta um dia em papelões, quatro horas em cobre e de 40min a 2h30min no ar.

Por isso, em fazendas, deixar lavatórios e disponibilizar álcool em gel em todas as áreas é uma ótima forma de evitar a infecção de funcionários e máquinas pela covid-19. É fundamental a presença do álcool em gel em escritórios, caminhões, armazéns, celeiros etc.

(Fonte: Shutterstock)

Estilo remoto de trabalho e mão de obra necessária

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e entidades do setor agrícola — como a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) — garantiram que as atividades no campo não podem parar. Segundo a CNA, se houver falta de alimentos ou irregularidades na distribuição, a saúde de todos será afetada, bem como a harmonia que o País precisa no momento.

A atitude ideal para evitar a disseminação do vírus e preservar o abastecimento é manter apenas os funcionários responsáveis pelos setores de produção. Os demais, preferivelmente, podem optar pelo trabalho remoto, evitando riscos.

Reduzindo a quantidade de funcionários em seu local de atuação, com a disponibilização de laptops para o serviço em casa,  as chances da disseminação do novo coronavírus nas fazendas podem ser diminuídas.

Política de licença médica e manual do funcionário

É importante incentivar trabalhadores com sinais de doenças a ficar em casa e fazer tratamento, evitando o risco de contágio entre os funcionários que permanecem saudáveis. Pode ser necessário implementar um aumento nas licenças médicas, a fim de evitar grandes impactos futuros relacionados à saúde.

Se necessário, a ajuda de um advogado pode ser útil para realizar as implementações na política do negócio.  Apesar da crise, é importante lembrar que é dever das empresas o cumprimento das leis trabalhistas como segurança do funcionário, privacidade, salário e proteção para os trabalhadores que são pessoas com deficiência.

Implementação de sistemas inteligentes

A tecnologia pode auxiliar as fazendas no manejo de quem necessita estar presencialmente nas operações. O controle automático de portas, por exemplo, ajuda na preservação de câmaras frias e armazéns ao evitar contato direto com as portas.

A empresa Rayflex, por exemplo, tem soluções para ambientes com controle da temperatura, umidade e contaminação. Os produtos têm manta de isolamento térmico e abertura ultrarrápida, auxiliando na prevenção da covid-19.

O setor agrícola é muito importante para o abastecimento das cidades, e seguir as atitudes para contenção do coronavírus na fazenda pode continuar cumprindo com o seu papel sem oferecer riscos à sociedade brasileira.

Quer ficar por dentro das novidades sobre saúde no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como vacinação, H5n8, sanidade animal e melhor manejo para um rebanho saudável. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui!

Fonte: Reuters; The New England Journal of Medicine; Ministério da Saúde