Conheça o evento

Curitiba ganha fazenda urbana com foco em sustentabilidade

Capital paranaense pretende inaugurar primeira fazenda urbana do Brasil para promover agricultura orgânica e uso de energias renováveis

Curitiba ganha fazenda urbana com foco em sustentabilidade
05/07/2020 • 2 min. de leitura

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

Curitiba vai inaugurar uma área com mais de quatro mil metros quadrados dedicados à agricultura dentro da cidade até o fim de junho. A fazenda urbana, que conta com R$ 3 milhões em recursos, terá modelos modernos de plantio e pretende se tornar um vetor de desenvolvimento para o cultivo de hortifrútis.

A iniciativa fará uso de energias renováveis, como solar e eólica, além de gerar bioenergia. A proposta também inclui o reaproveitamento de água da chuva para irrigação. Os canteiros serão montados com materiais recicláveis, como garrafas PET, telhas, dormentes, forros de PVC e pallets.

O espaço pretende promover a educação alimentar e ambiental da população, com a proposta de mostrar a complexidade da produção dos alimentos, almejando incentivar o cultivo em espaços urbanos e promover a organização comunitária.

Como será a fazenda urbana de Curitiba

Fazenda urbana com 4.335 metros quadrados ficará ao lado do Mercado Regional do Cajuru em Curitiba (Fonte: Prefeitura de Curitiba/Divulgação)
Fazenda urbana com 4.335 metros quadrados ficará ao lado do Mercado Regional do Cajuru, em Curitiba. (Fonte: Prefeitura de Curitiba/Divulgação)

A fazenda será instalada no bairro Cajuru, ao lado do Mercado Regional. A estrutura oferecerá composteiras, hortas comunitárias, estufas, uma cozinha escola, um banco de alimentos e canteiros elevados para propiciar acessibilidade a cadeirantes. O espaço poderá receber até 60 pessoas por dia e terá uma sala de atividades.

Dentro da fazenda urbana, funcionarão mais de 60 projetos voltados para a produção orgânica de frutas, legumes e verduras. A horta urbana também terá culturas de ciclo curto, como ervas, temperos, chás e plantas alimentícias não convencionais (Pancs). A criação de pequenos animais, como galinhas e coelhos, fará parte da iniciativa. O local terá, ainda, jardins de mel, com abelhas nativas sem ferrão, para mostrar a importância da polinização para a agricultura.

Relevância da agricultura urbana

(Fonte: Prefeitura de Curitiba/Divulgação)
Fazendas urbanas podem ser um ótimo vetor de desenvolvimento social das cidades. (Fonte: Prefeitura de Curitiba/Divulgação)

A agricultura urbana é uma tendência cada vez mais difundida pelo mundo e apresenta diversos benefícios para a sociedade. A iniciativa permite a integração da produção de alimentos com o espaço urbano, tirando o agricultor do isolamento geográfico e aproximando os produtos agrícolas do consumidor final.

O cultivo em áreas urbanas possibilita cultura orgânica e melhor qualidade dos alimentos, por serem produzidos em uma escala menor. A técnica permite a utilização de resíduos sólidos, como adubo orgânico, e o aproveitamento da água da chuva para irrigação. Ao mesmo tempo, a fazenda urbana possibilita a inserção de espaços verdes dentro da cidade, aumentando o contato com a natureza e promovendo a melhoria da qualidade de vida dos moradores. A iniciativa pode ajudar a resolver problemas sociais, garantindo fonte de renda e estabilidade econômica para comunidades urbanas.

Quer ficar por dentro das novidades tecnológicas no agronegócio? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como drones, GPS, uso de softwares e tecnologias para sustentabilidade. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui!

Fonte: Prefeitura de Curitiba e Ciclo Vivo.