Safra do amendoim deve crescer no Sudeste em 2020

26 de março de 2020 3 mins. de leitura
Entretanto, segundo Conab, oleaginosa terá queda na produção em Sergipe

A maior região produtora de amendoim do Brasil fica no interior de São Paulo, mais precisamente no Centro-Oeste, que compreende o entorno das cidades de Assis, Bauru, Marília, Tupã e Presidente Prudente. Por lá, o clima é favorável ao plantio da oleaginosa. Nesse sentido, os produtores locais se mostram otimistas com a nova safra para 2020, sobretudo por conta das chuvas, que fizeram com que a planta tivesse um desenvolvimento superior e sua saca pesasse mais, obtendo um resultado 20% maior que o da anterior.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) está prevendo uma produção cerca de 19% superior à do ano passado, o que representaria 482,3 mil toneladas de grãos. Esse desempenho se deve não somente aos fatores climáticos, mas também à tecnologia investida no setor agrícola e a um maior controle das doenças. A previsão é de que a produtividade para o amendoim fique entre 180 e 200 sacas por hectare em São Paulo.

Contudo, em outra região do Brasil a safra de grãos se mantém em queda. No estado de Sergipe, por exemplo, estima-se que a safra de amendoim para este ano será 11,7% menor que a de 2019.

(Fonte: Unsplash)

Manejo para impulsionar a rentabilidade

No geral, a safra agrícola brasileira em 2020 pode obter um novo recorde, chegando a 246,7 milhões de toneladas em grãos — o que representa um aumento de aproximadamente 2,2% em relação ao ano anterior.

O processo de produção do amendoim se dá por uma particularidade, já que, depois de arrancados, os pés do grão ficam secando cerca de cinco dias ao ar livre — o que facilita o trabalho das colheitadeiras. Para alcançar os resultados esperados em 2020, os produtores estão encurtando esse processo para até três dias, preocupados com a alta das chuvas, que estão acima da média nesta época.

(Fonte: Unsplash)

O amendoim é uma oleaginosa famosa por ajudar a prevenir doenças cardíacas e câncer, em virtude do resveratrol, uma substância que também pode ser encontrada no vinho. Ainda, auxilia na prevenção do envelhecimento precoce por ser rico em antioxidantes, além de uma eficiente fonte de energia, já que favorece a hipertrofia e a recuperação muscular.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Conab, Estadão, IBGE.

Gostou? Compartilhe!