A tecnologia como aliada da agricultura familiar

As inovações já percorreram seu caminho entre grandes produtores; agora falta alcançar os pequenos

A tecnologia como aliada da agricultura familiar
03/09/2019 • 2 min. de leitura

O avanço tecnológico tem tido grande impacto na agricultura brasileira, entretanto a realidade é que a maior parte dessas inovações tem alcançado os grandes produtores, mas a agricultura familiar ainda dá passos lentos. Por isso, é de vital importância que a tecnologia entre na rotina dos pequenos produtores para que seja possível o seu avanço perante as novas necessidades do mercado.

A maior parte do trabalho desenvolvido nas pequenas propriedades rurais ainda é feita de forma manual e, em alguns casos, até mesmo rudimentar. Em contrapartida, a implantação de recursos tecnológicos na agricultura familiar torna possível o aumento da eficiência na produção, o que leva, consequentemente, à elevação dos ganhos.

Agricultura familiar (Fonte: Pixabay/Reprodução)

Cada produtor precisa identificar quais são as melhores ferramentas para a sua produção, mas primeiro é necessário que recebam conhecimento técnico que permita compreender como adaptar da melhor maneira as opções do mercado ao seu negócio. Assim, a capacitação se torna indispensável para o uso de mecanismos técnicos para enfrentar as adversidades e poder elevar a produtividade.

A tecnologia pode ser usada em vários estágios do processo de produção, reduzindo os gastos e dando maior celeridade e eficiência a todo o processo.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem trazido várias soluções tecnológicas para os produtores de pequenas propriedades rurais, permitindo maior qualidade técnica e melhor desenvolvimento nas unidades. Um exemplo disso é o documento Tecnologias para a Agricultura Familiar, publicado pela empresa em maio de 2014 e que traz várias maneiras de desenvolver e melhorar a produção em um grande número de especialidades.

Além disso, hoje há maior acesso a soluções importantes que permitem ao pequeno produtor driblar as adversidades. Um exemplo disso é o uso de painéis solares que possibilitam levar energia a lugares distantes e podem diminuir consideravelmente os gastos.

Entre as ferramentas tecnológicas mais usadas hoje e que são imprescindíveis à agricultura familiar, os sistemas modernos de irrigação são os mais conhecidos. Sua instalação faz com que o uso da água seja mais eficaz, mais controlado, garantindo que haja rega em momentos de seca e impedindo que a produção sofra com a escassez.

Há ainda muitos usos importantes para a tecnologia no campo, como controle de pragas, monitoramento do solo, acompanhamento contábil através de softwares de gestão, entre outros. Ou seja, há grandes possibilidades tecnológicas para a agricultura familiar se tornar mais profissional e atender às crescentes demandas do mercado.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Embrapa.