Como evitar que as chuvas do começo do ano prejudiquem a produção

27 de março de 2020 3 mins. de leitura
Mais de oito milhões de brasileiros vivem em áreas de risco de deslizamento, de acordo com o IBGE

Na época das chuvas, no início de todo ano, é comum haver um grande número de enchentes e deslizamentos de terra pelo País, resultando em uma série de tragédias em todos os âmbitos da sociedade. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de oito milhões de brasileiros vivem em áreas de risco, principalmente nos estados de São Paulo, Bahia e Minas Gerais.

Para se ter uma ideia, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou, na capital paulista, em apenas 24 horas, 121,8 milímetros de chuva, o maior volume já registrado para fevereiro, ultrapassando as médias dessa época do ano. Em Minas Gerais, mais de 130 cidades estão em estado de alerta por conta das enchentes e fortes chuvas.

E não são apenas as cidades que sofrem com as consequências das precipitações, já que a zona rural também é afetada pela incidência de água acima do normal, fazendo córregos trasbordarem, plantações serem destruídas e estradas ficarem intransitáveis.

Como conter deslizamentos de terra na produção

Um estudo contínuo feito pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) mostra que é possível reduzir os deslizamentos de terra em até 80% na agricultura com o método de rotação de culturas. A prática consiste, como o próprio nome diz, na alternância de espécies em plantações, sempre com uma área para descanso do solo.

Para isso, a área de plantio é dividida e em cada uma das partes são plantadas culturas com sistemas radiculares diferentes, que exigem nutrientes distintos do terreno. Assim, a cada rotação de cultura, a terra repõe componentes orgânicos e a sua capacidade produtiva, o que evita a degradação e os riscos de erosão na época de chuva.

Outra forma de evitar os deslizamentos de terra é com o replantio ou a preservação da mata ciliar, ou seja, a vegetação que fica às margens dos rios, que é fundamental para a manutenção do solo. Cuidar desse ecossistema faz com que as plantas protejam o solo, sirvam de barreira natural para as enchentes e evitem desmoronamentos.

Dependendo do caso, também pode ser interessante construir encanamentos que direcionem com segurança a água da chuva a um poço ou rio.

Defesa Civil na proteção contra tragédias

Através de um mapeamento feito em parceria com o Serviço Geológico do Brasil, foram determinadas as regiões com maior risco de serem atingidas por problemas causados pela chuva. Já foram mapeados mais de 1,6 mil municípios. O mapa pode ser acessado pela internet.

Outra medida de prevenção encabeçada pelo governo é um serviço de SMS gratuito que informa se a região corre risco de sofrer com fortes chuvas, vendavais, alagamentos, deslizamentos, entre outros, para que os habitantes possam se preparar com antecedência e procurar abrigo.

Para se cadastrar e receber os alertas, basta enviar um SMS com o seu Código de Endereçamento Postal (CEP) para o número 40199. O serviço está disponível em todo o País.

Fonte: Agência Brasil

Gostou? Compartilhe!