Quais são as principais culturas de inverno no Brasil?

27 de julho de 2021 4 mins. de leitura
Com a chegada do inverno, agricultores devem estar atentos a diferentes tipos de plantio, espécies e técnicas para aumentar rentabilidade de safras

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A chegada do inverno, no dia 21 de junho, gera clima seco e temperaturas mais frias. Para aumentar a rentabilidade e a produtividade das safras no segundo semestre, os produtores rurais devem coletar o máximo de informações necessárias para fazer o manejo das culturas de forma adequada nessa época.

Também chamadas de culturas de entressafra, as culturas de inverno oferecem inúmeras vantagens e podem contribuir para o aumento da fertilidade do solo para o restante do ano. Além disso, elas ajudam a incrementar a renda dos agricultores e reduzem as chances de sobrevivência de organismos patogênicos e plantas daninhas.

Região Sul

Com forte plantio durante o inverno, a Região Sul domina a produção de trigo no Brasil. (Fonte: Yrabota/Shutterstock)
Com forte plantio durante o inverno, a Região Sul domina a produção de trigo no Brasil. (Fonte: Yrabota/Shutterstock)

Como os estados localizados no Sul do Brasil têm um inverno mais demarcado, com médias de temperatura menores do que as demais regiões do País, o recomendado é que os agricultores optem por culturas de entressafra mais resistentes ao frio. Nesse caso, as principais opções são:

  • trigo;
  • aveia;
  • centeio;
  • milho.

Esses são alguns dos exemplos de culturas que costumam fazer a sucessão do plantio de soja nesta região. Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Sul é a principal região nacional produtora de trigo — representando 88,9% das safras.

Região Sudeste

Caracterizada por temperaturas mais elevadas mesmo no inverno, o Sudeste brasileiro apresenta um diferente leque de oportunidades em comparação com outras regiões. Além da possibilidade de cultivo de espécies de trigo mais resistentes ao calor, outras opções são:

  • sorgo;
  • feijão;
  • girassol;
  • cambre.

É importante lembrar que as culturas de inverno devem ser plantadas considerando as características da cultura de verão. Em caso de culturas com sistemas de produção divergentes, as safras sofrem menos com a especialização de pragas, doenças e ervas daninhas.

Região Centro-Oeste

Aveia aparece como forte opção para aguentar o clima seco do Centro-Oeste durante o inverno. (Fonte: Damian Lugowski/Shutterstock)
Aveia aparece como forte opção para aguentar o clima seco do Centro-Oeste durante o inverno. (Fonte: Damian Lugowski/Shutterstock)

De maneira geral, as terras da Região Centro-Oeste podem abrigar o mesmo tipo de cultivo do que as da Região Sudeste (sorgo, feijão, girassol e cambre). Entretanto, a opção mais viável para as áreas desses estados, que sofrem com maior déficit hídrico, acaba sendo a aveia, que tem maior resistência ao clima seco.

Leia também:

Milho: conheça a história do grão no Brasil

Como as geadas podem beneficiar culturas

Nova geração de soja estará disponível na próxima safra

A decisão também varia dependendo da finalidade almejada pelo agricultor. Além da possibilidade de comercialização, os trabalhadores rurais podem destinar o cultivo das culturas de inverno para a alimentação de animais ou obtenção de palhada como cobertura do solo.

Regiões Norte e Nordeste

Nas regiões Norte e Nordeste, as quedas de temperatura durante o inverno costumam ser bem mais reduzidas do que em outras partes do País — com os termômetros marcando uma média entre 18°C e 36°C. Além disso, essas são as regiões com menores índices pluviométricos durante essa época do ano.

Pensando nisso, as culturas de inverno para essas localizações devem ser baseadas em plantas e hortaliças que suportem o calor e necessitem de menor irrigação. Portanto, algumas opções para o plantio no Nordeste são:

  • abóbora;
  • salsa;
  • alface;
  • cenoura;
  • espinafre;
  • coentro.

Já no Norte são:

  • melancia; 
  • morango;
  • cenoura;
  • melão;
  • feijão-vagem;
  • repolho.

Por fim, vale ressaltar que os agricultores precisam ter ciência sobre a fertilidade do seu solo para realizar o planejamento do cultivo de inverno e alcançar uma produção vasta e vigorosa.

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Vamos Comer Melhor, Esalq, Aegro, Embrapa, Brasil Escola.

Este conteúdo foi útil para você?

152070cookie-checkQuais são as principais culturas de inverno no Brasil?

Canal Agro