Prevenção no campo: como evitar danos causados pelas geadas

20 de junho de 2020 4 mins. de leitura
Escolha do local de plantio e uso de cobertura ajudam a evitar perdas na produtividade causadas pelas geadas
Com a chegada do inverno no dia 21 de junho, cresce a preocupação dos produtores em relação aos impactos que as geadas podem causar nas lavouras. Dentre as principais culturas plantadas nos solos brasileiros, os grãos e as hortaliças demandam medidas preventivas e manejos especiais para preservar a produção durante os períodos mais frios do ano.
(Fonte: Shutterstock)

Os impactos do inverno nas lavouras

Assim como as chuvas são características no verão, as geadas são fatores climáticos recorrentes durante o período de inverno, quando a temperatura e a umidade relativa do ar caem repentinamente. Essa mudança afeta diversas culturas, de acordo com a resistência de cada espécie em relação ao frio. Hortaliças, feijão e batata apresentam maior sensibilidade, começando a sofrer danos quando a temperatura mínima atinge menos de 4ºC. Já o café, a cana de açúcar e o trigo mostram maior resistência, suportando bem até 2ºC, enquanto frutíferas, como pera, laranja e maçã, têm como temperatura mínima suportável o 0ºC. Ao atingir a temperatura mínima suportável pela planta, os tecidos sofrem congelamento e são destruídos, paralisando qualquer desenvolvimento e podendo evoluir para a morte do vegetal. Por isso, as técnicas de prevenção em regiões mais suscetíveis ao frio são tão importantes quanto qualquer manejo básico de preparo do solo, adubação ou controle de pragas e doenças.
(Fonte: Shutterstock)

Técnicas de prevenção para evitar danos causados pela geada

As medidas de proteção contra geadas se iniciam antes do plantio. Para conseguir manter o controle e ter uma tomada de decisão correta, é importante que o produtor acompanhe sempre as previsões meteorológicas para planejar suas ações. Dentre as principais técnicas, podemos destacar:
  • Escolha do local de plantio
A avaliação da região e de suas características ambientais é essencial para o planejamento agrícola. Desse modo, o produtor poderá escolher o tipo de cultura ideal para o clima da região.
  • Eliminar vegetação alta ou cobertura morta abaixo da lavoura
A presença de vegetação alta e densa sob a lavoura faz com que os níveis de radiação se alterem, afetando diretamente a temperatura e a umidade próxima ao solo, aumentando a ocorrência das geadas.
  • Irrigação por aspersão
Essa técnica de proteção é ideal para aplicar quando a geada realmente atingir a lavoura. Nas noites em que houver a ocorrência do fenômeno, realizar a irrigação por aspersão de 2 mm a 6 mm por hora ajudará a reduzir a temperatura e a manter estabilizada por volta dos 0ºC — o que impede a formação da camada de gelo.
  • Uso de coberturas artificiais
Apesar de ser importante evitar o uso de coberturas vegetais, as coberturas artificiais podem ser vantajosas para regiões que sofrem com o inverno intenso. Para isso, são utilizadas coberturas plásticas que funcionam como um cobertor para as plantas em épocas de geadas.
  • Nebulização artificial
Outra medida preventiva e de controle que pode ser feita de forma artificial é a nebulização por neblina ou fumaça sobre a cultura, visando diminuir o resfriamento e equilibrar a temperatura para que ela não atinja níveis que danifiquem as plantas. Quer ficar por dentro das novidades do agro? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como sustentabilidade, fruticultura, seguros, SIF, agroquímicos e abastecimento. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui! Fonte: Agricultura, Agrosmart e Grupo Cultivar.
Gostou? Compartilhe!