Estadão Summit Agro: abertura debate inovação e sustentabilidade

16 de novembro de 2021 4 mins. de leitura
No primeiro dia do maior e mais relevante evento do setor no Brasil, foi apresentado painel sobre alternativas sustentáveis para a produção de proteínas

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

Começou nesta manhã (16) mais uma edição do Estadão Summit Agronegócio, que se estende até amanhã (17), de forma online e gratuita. Com o tema “O Brasil na COP-26: competitividade e sustentabilidade para alimentar o mundo”, o evento contou com o balanço dos governadores Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul (RS), e João Dória, de São Paulo (SP), sobre a conferência ambiental concluída na semana passada. 

Na sequência, uma mesa mediada pela jornalista Vanessa Cochi contou com a presença da diretora-executiva da Fairr Initiative, Maria Lettini. Ela apresentou as principais projeções do mercado global de proteínas para enfrentar as mudanças climáticas. 

O Brasil em evidência

“O campo tem sido responsável pelas principais realizações recentes da economia brasileira”, destacou o governador do Rio Grande do Sul. Para Leite, que esteve presente na COP-26 e fez um panorama do seu estado durante a conferência, a participação do Brasil foi positiva, tanto no sentido de apresentar soluções já em implantação por aqui quanto pela oportunidade de compreender o que ainda pode ser aprimorado. “Precisamos ser gigantes em nossos compromissos. Precisamos fazer da grandeza do nosso patrimônio uma ponte para atrair investimentos”, ele defendeu. 

Na fala de Dória, que também participou da COP deste ano, o otimismo foi mantido, trazendo dados do Inventário Florestal de São Paulo que mostram um crescimento de 3% da vegetação nativa nos últimos três anos. “A maior incidência desse aumento é no cerrado, onde ocorre a agricultura mais intensiva do estado”, ele disse. 

Além disso, o governador apresentou soluções nas quais São Paulo aposta para fomentar uma produção mais sustentável: o programa Agro Legal e o Refloresta São Paulo. Estes querem expandir substancialmente a vegetação nativa até 2040 e 2050, respectivamente. 

O papel da inovação

A diretora-executiva da Fairr Initiative traçou um panorama sobre a produção global de proteínas. (Fonte: Estadão Summit Agronegócio/Reprodução)
A diretora-executiva da Fairr Initiative traçou um panorama sobre a produção global de proteínas. (Fonte: Estadão Summit Agronegócio/Reprodução)

Durante a primeira palestra do evento, Lettini falou dos desafios em aliar produtividade à sustentabilidade na produção de proteína no mundo todo. Segundo a especialista, os efeitos das mudanças climáticas já estão afetando a cadeia produtiva e gerando oscilações nos preços da carne. 

O preço da soja responde por algo entre 45% e 65% dos valores da carne, e os longos períodos de seca impactam significativamente a produção. É sobretudo por esse motivo que um manejo inteligente é mais importante do que nunca. 

Para Lettini, é animador que países tracem compromissos para minimizar o impacto ambiental de suas culturas, como a redução da emissão de gás metano, mas o mercado deve se lançar à inovação no sentido de atingir essas metas. 

Uma solução que se tem mostrado eficiente são as proteínas alternativas, de base vegetal, que substituem carne e leite. Segundo a especialista, esse mercado cresceu bastante no ano passado e, além de se mostrar promissor, pode contribuir de modo significativo para o equilíbrio global.

Lettini reforçou ainda que, para tornar o modelo de produção sustentável, as organizações devem sempre pensar em como o seu portfólio de produtos vai impactar o planeta.

Como participar?

O Estadão Summit Agro continua durante à tarde. Então, ainda é possível se inscrever para conferir as mesas e as palestras. Confira a programação completa e participe!

Participe do maior e melhor evento sobre agronegócio do País. O Summit Agro é online e gratuito. Inscreva-se aqui.

Fonte: Estadão Summit Agronegócio 2021.

Este conteúdo foi útil para você?

164440cookie-checkEstadão Summit Agro: abertura debate inovação e sustentabilidade

Canal Agro