Como plantar mandioca, o alimento do século, segundo a ONU?

29 de abril de 2021 4 mins. de leitura
Aprenda como plantar mandioca para garantir a segurança alimentar de famílias e animais ou para obter rendimento

Notícias do campo

Saiba de tudo que acontece no mundo do agronegócio. Mostramos as novidades da agricultura e pecuária brasileiras e no mundo, como a previsão do tempo vai afetar a produção, safras e consumo. Confira também, no Estadão Summit Agro, a cotação do café, soja, milho, boi gordo e muito mais.

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou a mandioca como o alimento do século 21. Apesar de ter origem brasileira, os maiores produtores do tubérculo são Nigéria, Tailândia e Indonésia. A produção no Brasil se concentra nos estados da Bahia, Pará, Paraná e Rio Grande do Sul.

Altamente versátil, a planta serve tanto para a alimentação de seres humanos quanto de outros animais, além de ser utilizada na fabricação de bioetanol. O alto preço dos cereais torna a raiz da mandioca uma excelente alternativa de carboidrato para substituir o trigo e o milho, especialmente quando em formato de farinha.

Também conhecida como aipim, macaxeira, maniva, entre tantos outros nomes, as variedades são classificadas em “bravas” e “mansas”. A diferenciação é feita de acordo com o teor de ácido cianídrico nas plantas, um veneno perigoso para todos os animais, incluindo os humanos. A toxidez varia de acordo com as espécies, a idade das plantas, o solo, o clima, a altitude e a forma de cultivo.

Como plantar mandioca?

Como plantar mandioca é fácil, o cultivo se espalhou por diversos continentes e garante a segurança alimentar de famílias nas Américas, na África e na Ásia. (Fonte: Shutterstock/Alf Ribeiro/Reprodução)
Como plantar mandioca é fácil, o cultivo se espalhou por diversos continentes e garante a segurança alimentar de famílias nas Américas, na África e na Ásia. (Fonte: Shutterstock/Alf Ribeiro/Reprodução)

Antes de aprender como plantar mandioca, algumas informações são importantes. A planta pertence à família Euphorbiaceae, a mesma da mamona e da seringueira. O arbusto apresenta crescimento vertical, apresentando uma altura de 1,5 metro a 2,4 metros. As suas folhas são palmadas e contêm de cinco a sete lóbulos na cor verde- azulada. A planta tem fácil propagação e elevada tolerância a longas estiagens. O mandiocal exige poucos insumos modernos e tem grande resistência ou tolerância a pragas e doenças. O cultivo pode ser mecanizado desde o plantio até a colheita, sem grandes perdas na matéria seca, e ainda ser realizado em consórcio com plantas alimentícias e industriais.

Os mandiocais se desenvolvem melhor em regiões com temperatura entre 20°C e 27°C, com boa distribuição de chuva e precipitações de mil a 1,5 mil milímetro por ano. As plantas precisam de luminosidade, podendo ser cultivadas sob o sol ou sombra parcial.

Preparo do solo

A mandioca cresce em solos pouco férteis, exigindo uma boa drenagem para facilitar o crescimento e evitar o apodrecimento de suas raízes. Por isso, o ideal é arar e gradear o solo para eliminar compactação e desfazer torrões.

Adubo

Antes do plantio, recomenda-se a aplicação de calcário e fósforo. Em seguida, as mudas são cobertas com 3 centímetros de terra para a adubação com potássio. Após 30 a 60 dias de brotação das manivas, o nitrogênio deve ser aplicado em dosagem única.

Leia também:

Tradição de produção de mandioca pode virar patrimônio cultural
Consórcio entre mandioca e melancia aumenta renda do pequeno produtor
Embrapa cria mandioca com 51% a mais de amido e produtividade 45% maior

Plantio

Todo o cultivo da mandioca pode ser mecanizado. (Fonte: Shutterstock/Photo APS/Reprodução)
Todo o cultivo da mandioca pode ser mecanizado. (Fonte: Shutterstock/Photo APS/Reprodução)

O plantio é realizado a partir de pedaços de caules de plantas adultas saudáveis (manivas), que devem ter de 15 cm a 25 cm de comprimento e cerca de 2,5 centímetros de diâmetro, sempre na época de chuvas. As manivas são colocadas em sulcos de 5 cm a 10 cm de profundidade, com distância de 50 cm a 60 cm entre as plantas e de 1 metro entre as fileiras. A mandioca pode ser cultivada em consórcio com feijão, milho e amendoim.

Trato cultural

No primeiro ciclo da lavoura, deve-se limpar as ervas daninhas, realizar o controle de pragas (em especial o mandarová) e a adubagem de cobertura. No segundo ciclo, é recomendável a poda da parte aérea para a realização de novos plantios.

Colheita

A colheita da mandioca pode ocorrer de seis meses a três anos após o plantio das manivas, dependendo da cultivar e das condições de cultivo. No Brasil, geralmente ocorre de 12 a 18 meses.

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Centro de Produções Técnicas (CPT), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Organização das Nações Unidas (ONU). 

Este conteúdo foi útil para você?

141130cookie-checkComo plantar mandioca, o alimento do século, segundo a ONU?

Canal Agro