Como fazer o reaproveitamento de água na agricultura?

30 de janeiro de 2021 3 mins. de leitura
Da irrigação à colheita, a agricultura demanda muitos recursos hídricos, por isso o reaproveitamento de água é uma estratégia interessante

Independentemente do foco, a agricultura utiliza muitos recursos hídricos: plantas precisam de irrigação adequada, equipamentos devem ser higienizados e animais necessitam ser hidratados. Tudo isso contribui para uma grande demanda de água nas propriedades rurais, então 72% de todo o volume consumido no Brasil são destinados a atividades ligadas ao agronegócio. 

Sabendo que a água é um recurso finito e escasso, produtores rurais estão buscando novas formas mais conscientes de utilizá-la, em especial depois de desafios como a estiagem que impactou a Região Centro-Sul em 2020. Nesse sentido, o reaproveitamento é uma das ideias mais interessantes, pois, além de trazer impactos positivos para o meio ambiente, gera economia nas contas da propriedade.

A água é essencial para agricultura (Fonte: Embrapa)
Água é essencial para agricultura (Fonte: Embrapa)

Imprópria para consumo, ideal para irrigação

Quando se fala em reaproveitamento de água na agricultura, um dos principais pontos de atenção é a irrigação. Embora a água de reuso não seja indicada para consumo humano ou animal, pode ser bastante útil para as lavouras, inclusive atuando como biofertilizante. 

É importante observar que o reaproveitamento de água para irrigação depende muito de onde ela foi captada, qual é sua qualidade e qual cultura irá recebê-la. Plantas que serão intensamente processadas, como a cana-de-açúcar, ou que não servirão como alimento podem receber água de menor qualidade, por exemplo. 

A Associação Caatinga criou um projeto para agricultura familiar que reaproveita os restos de água da casa: o líquido vai para um reservatório com minhocas, areia, brita e adubo orgânico e depois é bombeado para um sistema de irrigação por gotejamento. 

Águas de reuso podem ser muito úteis para a irrigação (Fonte: Wikimedia Commons)
Águas de reuso podem ser muito úteis para irrigação. (Fonte: Wikimedia Commons)

Conhecimento em prol do reaproveitamento

As chuvas são outra fonte importante para o reaproveitamento de água, e é cada vez mais comum que produtores rurais criem sistemas para armazenar esse recurso. As estruturas podem ser simples como as “barraginhas”, que são bacias escavadas no solo para reter o excesso de chuvas, até cisternas e outros sistemas de captação. 

É mais comum que as águas pluviais sejam aplicadas em atividades como limpeza de ambientes e equipamentos, mas também é possível utilizá-las na irrigação, desde que recebam o tratamento adequado para não contaminar a lavoura e, por consequência, os alimentos produzidos. Nesse sentido, há uma infinidade de estudos com instruções para analisar e tratar adequadamente águas de qualquer origem. Esses processos vão desde simples retirada de resíduos grosseiros, com caixas de areia e decantadores, até aplicação de produtos químicos para remoção completa de micro-organismos. 

Muitos materiais que ajudam produtores a compreender essas possibilidades e aplicar as ideias em suas propriedades estão disponíveis de forma gratuita na internet. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Associação Caatinga são exemplos de instituições que difundem conhecimento e auxiliam na implantação de sistemas de reaproveitamento de água para a agricultura.

Já conhece o Estadão Summit Agro? Saiba o que rolou na última edição do evento

Fonte: Fundação Assis Gurgacz, Associação Caatinga, Embrapa.

Este conteúdo foi útil para você?

130520cookie-checkComo fazer o reaproveitamento de água na agricultura?

Canal Agro