Marca colombiana lança primeiro café liofilizado de origem

Confederação Nacional de Cafeicultores da Colômbia lançou concurso para escolher fornecedores de café

Marca colombiana lança primeiro café liofilizado de origem
26/03/2020 • 2 min. de leitura

A Colômbia lançou o primeiro café liofilizado de origem, que será comercializada pela Juan Valdez, marca internacionalmente premiada. A edição especial do produto tem como objetivo contribuir com o aumento do consumo da bebida no país, ressaltando os atributos excepcionais dos diferentes grãos.

A demanda per capita colombiana de café é de apenas 1,7 quilo por ano, enquanto os países que mais consomem o produto no mundo chegam a demandar até seis vezes mais — a Finlândia tem o maior consumo (12 kg), seguida da Noruega (10 kg) e da Islândia (9 kg), segundo dados de 2017 da Organização Mundial de Café. No Brasil, principal produtor de café do mundo, a demanda média por pessoa ao ano é de cerca de 5,5 kg.

O produto estará disponível apenas em lojas próprias da marca e em supermercados no território colombiano.

Seleção de fornecedores

(Fonte: Juan Valdez)

Para selecionar os fornecedores de café, houve um concurso nacional promovido pela Procafecol, responsável pela administração da marca Juan Valdez, e pela Buencafé, fábrica ligada à Federação Nacional de Cafeicultores da Colômbia (FNC), que representa mais de 540 mil famílias produtoras no país. Podiam participar da competição todas as regiões produtoras de café da região. Os departamentos, semelhantes aos estados no Brasil, deviam unir esforços de cooperativas para cumprir os requisitos mínimos para o fornecimento de produto a ser liofilizado.

O júri, que foi composto por integrantes da Almacafé, braço logístico da FNC, e da Buencafé, fez testes de degustação para avaliar as principais características do café colombiano, como aroma e sabor. Para a análise, os participantes tiveram que enviar um quilo de café, uma xícara limpa e sem falhas, além de 17 toneladas de café verde, que se transformam em seis toneladas de material liofilizado.

A Cooperativa de Cafeicultores do Sul de Tolima (Cafisur) foi a selecionada, com 51 anos de fundação, mais de 2,3 mil associados e 1,5 mil hectares de café plantados.

Produção do café liofilizado

(Fonte: Cafisur Tolima)

A liofilização é uma técnica de desidratação de alimentos que conserva as propriedades originais. O método é utilizado em diversos produtos, inclusive para preparar a comida de astronautas. O café liofilizado também é um tipo solúvel ou instantâneo, porém com um sabor mais encorpado e uma qualidade superior.

O café é congelado a 50 °C negativos. Em seguida, passa pelo processo de moagem e secagem a vácuo, em uma pressão menor que um milésimo da pressão atmosférica. Com a adição de calor, a água passa pelo processo de sublimação, que transforma cristais de gelo em vapor sem passar pelo estado líquido. Com isso, evita-se a alteração da estrutura molecular do café, preservando as características de sabor, aroma e cor quando a água é novamente adicionada.

O processo de liofilização é mais caro e complexo que outros métodos para produzir café solúvel e instantâneo, mas mantém o valor nutricional e as vitaminas, oferecendo um produto melhor e com maior valor agregado.

Fonte: Café de Colombia; Cafisur; Buencafe; Federação Nacional de Cafeicultores Nacional