Coronavírus e produção mundial: impactos na economia

O coronavírus está impactando diversos setores da produção mundial e gerando consequências sérias para e economia

Coronavírus e produção mundial: impactos na economia
26/03/2020 • 2 min. de leitura

Na última segunda-feira (02), a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que já são 65 países afetados pelo novo coronavírus. O vírus Covid-19 causa uma doença respiratória com sintomas similares aos da gripe, com casos leves e alguns fatais. A condição impacta diversos setores da economia, incluindo a produção mundial.

Voos cancelados, viagens sendo substituídas por reuniões online, cidades inteiras em quarentena (como a província de Hubei) e busca por expatriados foram algumas das medidas tomadas para tentar conter a proliferação do vírus. Porém, de acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o coronavírus pode deixar a economia em sua pior recessão desde a crise financeira global de 2008.

(Fonte: Wikipedia)

O crescimento econômico global previsto para este ano é de 2,4%, o nível mais baixo desde 2009. Com o vírus se espalhando por outros continentes além da Ásia, o número pode baixar ainda mais,  para cerca de 1,5%.

Produção e exportação de mel afetadas

A produção agrícola vem sendo afetada desde o começo do surto. A província de Hubei, onde surgiram os primeiros casos, é localizada no interior da China, e muitos de seus habitantes trabalham com a produção de alimentos e matérias-primas. A fabricação de mel foi uma das mais afetadas no país, que produz mais de 0,5 milhão de toneladas da substância todos os anos, correspondendo a um quarto de toda a produção mundial. Apenas para Estados Unidos e Europa, a exportação chega a 100 mil toneladas anualmente, o que faz do país o maior produtor de mel no mundo.

Desde que Hubei foi colocada em quarentena por conta do coronavírus, os apicultores foram obrigados a deixar seus trabalhos. Não podendo cuidar da criação, eles relatam que as abelhas estão morrendo — e, com isso, o sustento de diversas famílias da região é prejudicado.

Esse é um exemplo que vem se repetindo em diversos tipos de indústrias. Com fábricas fechando as portas, a exportação de componentes eletrônicos e a produção de fertilizantes sendo prejudicadas e grandes cadeias globais pausando as atividades no país, o coronavírus afeta uma das grandes potências econômicas do mundo e, como consequência, a economia como um todo.

(Fonte: Wikipedia)

Impactos no Brasil

Hoje, a soja é o principal produto exportado do Brasil para a China, representando 30% dos envios nacionais para o país asiático. Logo depois vêm o petróleo e o minério de ferro. Desde o começo do surto de coronavírus, todas essas negociações vêm apresentando queda, e a estimativa é que o saldo da balança comercial em 2020 seja de cerca de US$ 10 bilhões a menos do que no ano passado, considerando o impacto do vírus no primeiro trimestre do ano. Se a crise se estender pelos próximos meses, ainda não há estimativa do quanto a economia pode ser afetada.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte OMS, Estadão, Reuters e BBC.