Conheça o evento

A importância das cooperativas para o desenvolvimento agrícola

Cooperativas se apresentam como uma forma sólida para o fortalecimento do agronegócio

A importância das cooperativas para o desenvolvimento agrícola
15/10/2019 • 2 min. de leitura

O Brasil é hoje o terceiro maior exportador agrícola do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e da União Europeia. Mesmo apresentando esse resultado, o País tem potencial para crescer muito mais e chegar ao primeiro lugar; porém, é preciso dar maior suporte para os produtores, que ainda sofrem com vários problemas que os impedem de crescer, como o preço dos insumos e a dificuldade de comercialização.

É com o objetivo de resolver esses problemas que as cooperativas agrícolas aparecem como uma forma de viabilizar o crescimento de todos. As cooperativas nasceram após a Revolução Industrial por conta da insatisfação dos trabalhadores com os baixos salários e do número alarmante de desempregados na época. O caminho encontrado para sair daquele momento conturbado foi trabalhar em grupo, funcionando como um organismo vivo em busca do crescimento mútuo.

Assim como proposto no século 19, as cooperativas agrícolas hoje se apresentam como uma forma de viabilizar o pleno desenvolvimento de seus membros, com cada um trabalhando para que cresçam juntos, não havendo hierarquias que comprometam os interesses do grupo. Assim, é possível ter um maior número de benefícios que serão usufruídos por todos.

Um exemplo claro do impacto das cooperativas no desenvolvimento da agricultura é o poder adquirido nas negociações. Como a compra de máquinas e de insumos é feita em escala maior, a possibilidade de acordos aumenta, e como consequência é possível conseguir preços bem mais baixos do que normalmente o produtor pagaria atuando de forma solitária.

Outro ponto importante é o aumento da capacidade de comercialização dos produtos. Como os alimentos estão todos agrupados em locais específicos, fica muito mais fácil a população ter acesso ao produto e, dessa forma, consumir mais.

Cooperativas agrícolas (Fonte: ONU/Reprodução)
(Fonte: ONU/Reprodução)‌‌

Todas essas vantagens permitem que o pequeno produtor participe de forma mais forte no mercado, já que sozinho seria muito difícil concorrer com quem tem larga estrutura. Soma-se a isso a vantagem de que, com o cooperativismo atuando, é possível ter maior acesso à tecnologia, ponto importante para aumentar a produtividade e a qualidade.

Com o aumento da produção e uma comercialização eficaz, o cooperativismo agrícola se apresenta como caminho importante para o fortalecimento do setor, apresentando fatores que garantem maior solidez para os trabalhadores e permitindo à população ter mais acesso a produtos variados e, principalmente, de qualidade.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes: Ministério da Agricultura, ABCSEM.