5 curiosidades sobre a exportação agrícola no Brasil

20 de agosto de 2019 3 mins. de leitura
O Brasil é reconhecido mundialmente como um dos maiores exportadores agrícolas para muitos países de grande porte

Constantes mudanças vêm acontecendo no cenário mundial, seja na política ou na economia; seja para o bem ou para o mal. De certa forma, o Brasil está há anos entre os maiores exportadores agrícolas de todo o globo — o que não é um fato pequeno, dado o crescimento populacional exacerbado. Tudo isso se dá em razão de uma cronologia histórica construída pela nação para chegar ao que é hoje e a posição que ocupa.

Sendo assim, vamos conhecer as 5 curiosidades sobre a exportação agrícola no Brasil.

Exportação agrícola

1 – A demanda nos fez produtivos

Dados históricos do Brasil entre as décadas de 1950 e 1960 mostram que a população sofria com escassez, tanto no campo quanto na cidade. Famílias migraram da região Norte para a região Sul em busca de melhores condições; com isso, a superpopulação se iniciou no Sudeste, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No entanto, a necessidade e os investimentos feitos resultaram na crescente produtividade da agricultura familiar e corporativa em todo o Brasil, mas principalmente no Centro-Oeste e no Sudeste.

Um dado intrigante é que entre 1975 e 2017 a produção de grãos subiu o equivalente a 6,2%: de 38 milhões de toneladas para 236 milhões.

2 – A carne sempre esteve presente

A agricultura era o principal; entretanto, em meados da década de 1950 a pecuária foi apresentada ao mercado, em razão da industrialização de praticamente tudo.

A carne de frango, por exemplo, subiu consideravelmente — de 217 mil toneladas em 1970 para 12,9 milhões de toneladas em 2016 —, tornando o Brasil o maior exportador desse alimento no mundo.

3 – O cuidado do gado em tempos de crise

Enquanto no século XX a Europa se via tomada pela onda da descoberta da Doença da Vaca Louca (Creutzfeldt-Jakob), o Brasil estava intacto e limpo desse problema, o que fez aumentar ainda mais o interesse pela carne brasileira bovina.

4 – A soja é a joia do Brasil

Diferentemente do que se pensa, a produção de soja brasileira cresceu em virtude da expansão do consumo de carne. Isso mesmo: quanto mais gado se cria, mais alimento para o gado é necessário.

Atualmente, o Brasil é o segundo maior produtor de soja do mundo, atrás somente dos Estados Unidos.

5 – Café reconhecido em todas as partes do mundo

Não é novidade para ninguém que o café brasileiro é um dos mais conhecidos — e queridos — do mundo. O grão é cultivado principalmente no Centro-Oeste e no Sudeste do país e se estima que, em 2018, a safra tenha sido de aproximadamente 3 milhões de toneladas em grãos de soja exportados.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes: Bayerjovens, Estadão e Embrapa.

Gostou? Compartilhe!