Conheça o evento

Agroindústria cresceu 3,8% em maio em comparação ao mês anterior

A agroindústria foi a menos afetada pela crise decorrente do coronavírus; ainda assim, o desempenho do setor foi menor se comparado a 2019

Agroindústria cresceu 3,8% em maio em comparação ao mês anterior
19/08/2020 • 2 min. de leitura

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

A agroindústria foi um dos setores menos afetados economicamente pela pandemia da covid-19 no País. Mesmo que tenha passado por uma queda na produção de março e abril de 2020, já está se recuperando, segundo o Índice de Produção Agroindustrial (PIMAgro), apresentado mensalmente pelo Centro de Estudos do Agronegócio (FGV Agro). A pesquisa revelou que maio registrou aumento de 3,8% na produção em relação ao mês anterior. O estudo considera em seus cálculos os ajustes sazonais necessários.

Os índices da agroindústria em maio

pessoa caminhando por uma horta
Produção da agroindústria cresceu 3,8% em maio ante abril. (Fonte: Freepik)

No quadro geral, o crescimento foi positivo em quase todos os segmentos da agroindústria, mas alguns setores se destacaram em relação ao mês anterior com expressivo crescimento:

  • bebidas (49,7%);
  • borracha (23,7%);
  • fumo (21,7%);
  • produtos têxteis (16,0%);
  • produtos não alimentícios (8,6%);
  • insumos agropecuários (5,8%);
  • produtos alimentícios e bebidas (4,2%).

As notícias são positivas para os produtores rurais, mas o documento salienta que, "apesar dessa expansão na comparação mensal, é importante ressaltar que o mês de abril foi marcado por uma contração da atividade econômica, em decorrência da adoção de medidas mais rígidas de restrição de circulação de pessoas".

Isso significa que os efeitos econômicos da pandemia de covid-19 para a agroindústria no Brasil foram muito mais duros em abril, o que levaria a uma melhora natural no período subsequente — como de fato aconteceu. Mas, quando comparada com o mesmo período de 2019, a produção agroindustrial apresenta contração em praticamente todos os setores. A exceção se dá pelos produtos alimentícios, que tiveram crescimento de 2,9%, e alimentos de origem vegetal, com alta de 16,5%. Entre os itens não alimentícios, o destaque ficou com insumos agropecuários e fumo, ambos com alta de 1%.

Agroindústria e outros setores da economia

Agroindústria foi o setor menor afetado pela crise econômica.

Ainda que o setor também esteja sofrendo as consequências econômicas da pandemia mundial, a agroindústria apresenta desempenho melhor que a indústria geral e de transformação. "A Agroindústria, apesar de não estar passando ilesa pela crise, na média, tem conseguido ser impactada de forma menos intensa que os demais segmentos industriais. Isso se deve, sobretudo, à maior essencialidade dos produtos da Agroindústria (principalmente produtos alimentícios) em comparação aos demais tipos de bens industriais", destaca o documento da FGV.

Os dados do PIMAgro apontam queda de 11,2% na indústria geral, enquanto a de transformação teve contração de 12,3%. O desempenho da agroindústria foi melhor em maio em relação a abril, mas no acumulado do ano ainda apresenta retração de 6,9% se comparado a 2019.

Quer ficar por dentro das novidades do agro? O Summit Agronegócio reúne especialistas e autoridades para discutir os temas mais relevantes do setor, como sustentabilidade, fruticultura, seguros, SIF, agroquímicos e abastecimento. Faça parte da evolução do agro e participe do evento mais completo do setor. Para saber mais, é só clicar aqui!

Fonte: Centro de Estudos do Agronegócio (FGV Agro).