Grãos puxam alta de 13,7% no Valor Bruto da Produção agropecuária

16 de outubro de 2020 3 mins. de leitura
Com safra recorde, soja, trigo e outros grãos representaram quase metade de todo o VBP da agropecuária brasileira e tiveram crescimento de 25% entre 2019 e 2020

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) estima que o Valor Bruto da Produção (VBP) do setor agropecuário deve alcançar R$ 823 bilhões em 2020. O número representa um crescimento de 13,7% frente ao VBP registrado em 2019. O resultado é puxado pela safra recorde de grãos, que representa 49% do VBP nacional.

O setor agrícola deve alcançar um valor bruto da produção de R$ 531 bilhões em 2020. Comparado a 2019, o VBP da agricultura deve ter um salto de R$ 81 bilhões, o que representa um crescimento de 18%. Na pecuária, a CNA estima que o VBP será de R$ 291 bilhões, um acréscimo de R$ 17,9 bilhões ou 6,6% em relação ao ano anterior.

O Valor Bruto da Produção agropecuária representa uma estimativa da geração de renda do meio rural. O índice é uma variável relevante para acompanhamento do desempenho do setor como um todo. As estimativas realizadas pela CNA estão baseadas nos dados de preço e produção disponíveis até agosto de 2020.

VBP dos grãos

VBP mostra importância dos grãos para a economia agropecuária. (Fonte: Shutterstock)

O VBP dos grãos deve somar aproximadamente R$ 403 bilhões em 2020, o que representa uma alta de 25% em relação a 2019, quando o valor bruto total da produção ficou em R$ 321 bilhões. Esse resultado representa quase a totalidade do crescimento do VBP agrícola no período.

A soja sozinha deve representar 26,54% de todo o VBP agropecuário brasileiro em 2020. O grão deve alcançar um VBP recorde de R$ 218 bilhões nesse ano, o que representa uma alta de 23,8% em relação a 2019. A alta é impulsionada pelo aumento de 4,3% na produção e de 18,7% nos preços da soja beneficiada e, ainda, pela demanda chinesa e valorização do dólar.

A CNA espera fortes altas no VBP de outros grãos devido ao aumento de produção. O milho deve somar R$ 95 bilhões, com crescimento de 27,7%. O café arábica deve alcançar R$ 25 bilhões (alta de 51%); enquanto o arroz deve registrar um VBP de R$ 14 bilhões (alta de 33,9%); o feijão, R$ 13,8 bilhões (alta de 20%); e o trigo, R$ 8,2 bilhões (59%).

VBP pecuária

Carne bovina representa metade do VBP pecuário. (Fonte: Shutterstock)

O crescimento do VBP pecuário deve ser puxado pelo aumento de produção e de preços de ovos e suínos, como também pela alta de preços da carne bovina. No caso do boi, a baixa disponibilidade de animais para o abate deve reduzir a produção de carne bovina em aproximadamente 3,6% em 2020. Contudo, os preços em média 17,8% maiores que 2019 deve segurar o VBP.

A CNA espera baixas de 3,7% e 4,3% nos VBPs de frango e leite respectivamente. Apesar da estimativa de um leve crescimento na produção, esses dois itens devem ter uma redução média de preços.

Inscreva-se no Summit Agro e fique por dentro das tendências para o agronegócio.   

Fonte: Diretoria de Agronegócio – Itaú BBA, Canal Rural, Notícias Agrícolas.

Gostou? Compartilhe!