De onde vem o chocolate: conheça mais sobre a cultura do cacau

4 de maio de 2021 4 mins. de leitura
Conheça condições adequadas para plantio e manejo da cultura e o que torna o clima brasileiro ótimo para a cultura

Notícias do campo

Saiba de tudo que acontece no mundo do agronegócio. Mostramos as novidades da agricultura e pecuária brasileiras e no mundo, como a previsão do tempo vai afetar a produção, safras e consumo. Confira também, no Estadão Summit Agro, a cotação do café, soja, milho, boi gordo e muito mais.

Conheça o mais relevante evento sobre agronegócio do País

Da Amazônia indígena a Ilhéus de Jorge Amado, o cacau é hoje um dos principais responsáveis pela produção agrícola da Bahia, sobretudo na região mais ao sul. Segundo a Confederação Nacional da Agricultura, o estado nordestino responde sozinho por mais de 60% da produção cacaueira do Brasil. 

Atualmente, dispositivos tecnológicos e técnicas modernas de manejo têm permitido levar essa cultura para diversos outros locais do País, por isso vale a pena conhecer mais sobre ela e saber qual é o processo de fabricação e de beneficiamento do cacau, desde a floresta até a entrega das sementes à indústria.  

Quais são as condições de plantio ideais do cacau

Calor e umidade são condições básicas para o cacaueiro se desenvolver. (Foto: Kaisarmuda/Shutterstock)
Calor e umidade são condições básicas para o cacaueiro se desenvolver. (Foto: Kaisarmuda/Shutterstock)

Para uma floração abundante e com boa frutificação, a temperatura média deve ser superior a 22 °C e ter alta umidade ao longo de todo o ano, por isso regiões tropicais são ótimas para essa cultura. No caso de locais quentes, mas com precipitação reduzida, pode-se fazer uso de irrigação artificial, mas é interessante contar com assessoria especializada para que seja realizada de forma eficaz e legal.

O solo ideal para o plantio deve ter boa drenagem e textura argilosa ou arenosa, de forma que facilite o enraizamento da planta. Além disso, não deve ficar em região pantanosa ou com lençol freático superficial, pois a planta não responde bem à água acumulada em torno das raízes.

As árvores não devem receber vento com muita abundância nem ficar expostas ao sol durante o início da vida. Vale lembrar que elas são originalmente da floresta amazônica, que é densa e úmida, portanto deve-se considerar o plantio em meio a outras culturas e até mesmo em sistemas de integração lavoura-floresta.

O período ideal para o plantio é o início dos meses mais chuvosos.

Leia também:

Meta da cadeia de cacau é sobrar a produção em dez anos
Brasil é reconhecido como exportador de cacau fino
Cacau no Brasil: País planeja voltar a dominar o mercado mundial

Técnicas de manejo na cultura do cacau

Sombra é um elemento importante para as árvores novas. (Fonte: Raditya/Shutterstock)
Sombra é um elemento importante para as árvores novas. (Fonte: Raditya/Shutterstock)

Há três principais formas de manejo do cacaueiro. A primeira delas é a extrativista, comumente usada por pequenas comunidades que moram próximas a áreas em que as plantas já estão dispostas na mata. Nesse caso, as árvores são altas e dispersas nas florestas, e a comunidade faz ou não a coleta dos frutos, a depender da demanda de mercado ou da disponibilidade de mão de obra.

Já quem planta os cacaueiros pode optar por um sistema agroflorestal de sombreamento, fazendo um consórcio de espécies em que outras árvores (açaizeiros e seringueiras, por exemplo) protegem o crescimento do cacaueiro nos primeiros anos, quando a planta é mais frágil. 

Outra hipótese é fazer a plantação sem o manejo por sombreamento, preparando o solo e usando adubos químicos e biológicos de forma a proteger a cultura dos desgastes. Além disso, deve-se dar atenção extra, nesse caso, à eventual necessidade de irrigação.

Como colher o fruto e tratar as sementes

A quebra dos frutos para a retirada das sementes é o primeiro passo do beneficiamento do produto. (Fonte: Aedka Studio/Shutterstock)
A quebra dos frutos para a retirada das sementes é o primeiro passo do beneficiamento do produto. (Fonte: Aedka Studio/Shutterstock)

Quando a árvore atinge a maturidade e inicia a floração, as colheitas ocorrem duas vezes por ano. Nesse caso, colhem-se os frutos, que são compridos, ásperos e com vincos e se assemelham a um mamão. São retiradas as sementes, que têm o tamanho de pequenos bombons. 

Na sequência, as sementes são colocadas para secagem, o que pode ocorrer em cochos com espaço para o líquido escorrer, em pranchas expostas ao sol, em secadores a lenha ou em tubos de secagem artificial. Após estarem secas, são separadas por tamanho e qualidade, fatores que fazem a diferença na hora da venda. 

Depois disso, é com a indústria. Após mais algumas etapas, o cacau está pronto em forma de chocolate.

Não perca nem um fato que acontece no agronegócio. Inscreva-se em nossa newsletter.

Fonte: CNA, Dani Noce. 

Este conteúdo foi útil para você?

141790cookie-checkDe onde vem o chocolate: conheça mais sobre a cultura do cacau

Canal Agro