Conheça o evento

Probióticos na criação de aves: quais são os benefícios?

Probióticos podem garantir o melhor desenvolvimento das aves, fortalecendo o sistema imunológico dos animais

Probióticos na criação de aves: quais são os benefícios?
25/11/2019 • 2 min. de leitura

Probióticos são substâncias que servem como uma espécie de suplemento alimentar imunológico por conterem microrganismos vivos que beneficiam, por meio da flora intestinal, a saúde dos animais que os ingerem.

Trata-se de um fator de grande importância, uma vez que o sistema digestivo é uma das principais portas de entrada de bactérias no organismo das aves. Além disso, é responsável por toda a captação de nutrientes; portanto, se o conjunto gastrointestinal funcionar adequadamente, o desenvolvimento do animal será melhor.

Como os probióticos devem ser utilizados?

A indicação aos avicultores é que a aplicação desse tipo de produto ocorra nos primeiros dias da formação embrionária dos animais. Dessa maneira, a suplementação se alia ao desenvolvimento imunológico e da flora gastrointestinal.

Dessa forma, a exposição às bactérias patogênicas — que acabam sendo nocivas —, bem como àquelas que trazem benefícios a seu organismo, passa a ser controlada. A administração correta ainda é capaz de aumentar a efetividade das vacinas aplicadas, tornando as espécies mais saudáveis e fortes.

Criação de Aves (Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay)

​O avicultor interessado no uso de probióticos deve ter em mente que, para obter os resultados esperados, precisará primeiramente cumprir as boas práticas e ser rigoroso na hora de escolher os produtos utilizados.

A aplicação deve ser supervisionada por um profissional capacitado, como veterinário ou nutricionista, visto que o especialista pode indicar as opções adequadas para cada espécie de acordo com a sua finalidade.

Além disso, o acompanhamento frequente é necessário devido às variações nutricionais, que devem ser adequadas para cada tipo de ave.

Cuidados com a anatomia e genética das aves

Os alimentos probióticos podem perder a eficácia quando introduzidos de forma isolada. Por isso, outro elemento que demanda maior atenção dos produtores e das equipes veterinárias são as características genéticas de cada espécie de ave. A supervisão também deve priorizar as boas práticas no manejo da alimentação dos animais, possibilitando a melhor absorção dos nutrientes e a redução de possíveis doenças.

Um poderoso aliado para o bem-estar das aves

Entre as enfermidades que o probiótico combate se destaca a bactéria Salmoneloses, conhecida popularmente como Salmonella. A patologia pode afetar granjas e até mesmo consumidores. Os probióticos são essenciais nesse caso, pois aumentam a resistência das aves, controlando novos casos da doença.

São diversos os benefícios desse suplemento para a evolução dos animais e, consequentemente, para os produtores, que acabam tendo resultados mais efetivos devido à redução de mortalidade e doenças das aves.

Criação de Aves (Fonte: Pixabay/Reprodução)
(Fonte: Pixabay)

Diante do aumento do uso desses recursos, é necessário que os produtores também tomem cuidado ao escolher entre flora definida e esporulados. Ambos são resistentes ao calor e até à peletização das rações que estão espalhadas nas granjas, por isso devem ser seguidos critérios rigorosos no armazenamento e no transporte dos alimentos, para manter a sua eficácia.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes: Instituto de Estudos Pecuários, Avicultura Industrial.