O que é margem bruta e qual é sua importância na atividade rural?

25 de setembro de 2020 3 mins. de leitura
Saiba o que é a margem bruta e entenda a importância desse índice para a saúde financeira da propriedade

Quer impulsionar seus negócios? Se inscreva no Summit Agronegócio, evento que reúne os maiores especialistas em agro do País.

***

Se manter um caixa saudável era importante antes da pandemia, agora, em meio a uma crise econômica e sanitária sem precedentes, o cuidado com as finanças da propriedade deve ser ainda maior. É preciso entender exatamente para onde está indo o dinheiro, o trabalho e a rentabilidade da produção — e aí entra o cálculo da margem bruta.

Conforme explica o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), a margem bruta é a diferença entre a renda bruta e o custo operacional efetivo (COE) de uma atividade, sendo a renda bruta a soma de todas as receitas da atividade em questão e o COE toda a despesa para atingir essa produção. Esse cálculo, em geral, considera o período de um ano.

Como analisar a margem bruta?

Homem ajoelhado na plantação analisando tablet
Quando a margem bruta é negativa ou igual a zero, falta dinheiro para investir em tecnologia. (Fonte: Shutterstock)

Ao subtrair o custo operacional efetivo da renda bruta, chega-se à margem bruta, então é hora de analisar esse número. Segundo o Senar, se o valor é negativo, o trabalho está sendo antieconômico e a propriedade está em ponto de fechamento. Isso quer dizer que a atividade, da maneira como tem sido realizada, é considerada inviável, porque é preciso pagar para produzir.

Também não deixa de ser preocupante uma margem bruta igual a zero. Esse valor corresponde a um sinal de alerta porque, apesar de o dinheiro estar pagando o custo operacional efetivo, não está cobrindo aspectos importantes, como depreciação, mão de obra familiar e custos de oportunidades. É nesse sentido, de acordo com o Senar, que a fazenda pode envelhecer caso não sejam tomadas decisões corretivas que revertam esse quadro. Isso porque, sem dinheiro para investir em bens como máquinas e equipamentos atualizados, a propriedade acaba ficando para trás no mercado.

A margem bruta ideal é a positiva, porque mostra que a atividade está sendo viável ao menos no curto prazo. É claro que esse não é o único indicador a ser levado em conta; o lucro também deve ser colocado na ponta do lápis, mas o número positivo já aponta um caminho promissor.

A importância da margem bruta 

Por no sol em pasto com gados
A margem bruta pode ajudar a medir a eficiência de uma atividade ou estabelecer um ranking entre as mais rentáveis da propriedade. (Fonte: Shutterstock)

Conforme artigo divulgado pela Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração (Anpad), o índice de margem bruta pode ser individual, quando o cálculo é feito por atividade na propriedade, ou global, quando se analisa toda a empresa rural. “A forma mais utilizada deste índice e que melhor apresenta as informações é a de forma individual por atividades”, diz o estudo.

O texto indica que a margem bruta é importante não apenas para medir a eficiência da atividade ou do produto mas também para comparar a eficiência entre atividades e produtos diferentes.

Quer saber como garantir e medir os resultados dos negócios rurais? Inscreva-se no Summit Agro, evento que reúne os maiores especialistas em agronegócio do País.

Fonte: Senar e ANPAD.

Gostou? Compartilhe!