Entenda a cadeia produtiva do agronegócio

23 de janeiro de 2021 3 mins. de leitura
Conheça as 5 etapas principais que compõem a produção do agronegócio

Notícias do campo

O agronegócio é um dos principais setores da economia brasileira, representando, em 2019, cerca de 20% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do país. Assim, o Brasil é conhecido como um dos grandes produtores de alimentos do mundo, sendo referência principalmente na exportação de soja, carne, trigo e milho. 

Uma parte desse sucesso acontece devido a uma cadeia produtiva complexa e bastante diversificada, que tem sido potencializada com a adesão de novas tecnologias. Essa cadeia pode ser definida como todas as etapas pelas quais a matéria-prima passa até chegar ao produto final, aquele que chegará à casa do consumidor. Ela funciona como uma grande rede de cooperação, que visa facilitar a comunicação entre todos os envolvidos na produção. 

A soja é um dos principais produtos do agronegócio brasileiro. (Fonte: Shutterstock)
A soja é um dos principais produtos do agronegócio brasileiro. (Fonte: Shutterstock)

Quais são as etapas da cadeia produtiva do agronegócio?

No Brasil, as empresas do setor agropecuário trabalham, geralmente, com cinco etapas de produção dentro do agronegócio. Por fazerem parte de uma cadeia, todos os diferentes agentes se beneficiam das informações, como identificação de demandas, expectativas dos diversos segmentos, carências e fragilidades alheias. 

Para entender como tudo isso ocorre, é importante entender sobre cada etapa da cadeia produtiva do agronegócio do Brasil.

1) Insumos

É a primeira parte da cadeia. Consiste nas empresas ligadas ao fornecimento de matéria-prima que auxilia no sucesso da produção, como sementes, adubo, calcário, ração para os animais, máquinas, tecnologia, entre outros. Assim, são essenciais para que a segunda etapa possa acontecer com qualidade. 

As máquinas e as tecnologias são grandes aliadas dos produtores agro. (Fonte: Shutterstock)
As máquinas e as tecnologias são grandes aliadas dos produtores agro. (Fonte: Shutterstock)

2) Produção

Fazendo uso dos insumos fornecidos, os produtores utilizam esses materiais para gerar commodities. A produção do agronegócio pode ser agrícola ou pecuária. É aqui que são gerados produtos diversos, como cereais, leite, carnes, oleaginosas, madeiras, frutas e muitos outros. 

3) Processadores

É o segmento em que as indústrias do agronegócio aparecem. Nessa etapa, é o momento de tratar os produtos colhidos e/ou transformá-los em produto final. Para o tratamento, existem agroindústrias encarregadas, por exemplo, de limpeza, secagem, armazenamento, padronização e empacotamento de grãos. 

Quando o assunto é produto final, alguns exemplos de agroindústrias são as de transformação da matéria-prima em óleo de soja, açúcar, álcool, cereal matinal, farinhas e outros. 

4) Distribuição

É o momento de transição entre o processamento e o consumidor final. Nesta etapa, o produto do agronegócio vai para os varejos e atacados. Varejistas são responsáveis por vender os itens para os consumidores finais, e os atacadistas abastecem supermercados, postos de vendas e o mercado exterior. 

Os produtos devem ficar um curto período na distribuição, já que são itens perecíveis em sua maioria e precisam ser consumidos de forma mais imediata.

Segundo o Listenx, o arroz foi o produto mais comprado nos supermercados brasileiros em 2020. (Fonte: Shutterstock)
Segundo o Listenx, o arroz foi o produto mais comprado nos supermercados brasileiros em 2020. (Fonte: Shutterstock)

5) Consumidor final

É o final da cadeia. Aqui, o produto pode ser direcionado ao mercado consumidor doméstico, como as casas brasileiras, ou externo, sendo exportado para o comércio de outros países. 

Já conhece o Estadão Summit Agro? Saiba o que rolou na última edição do evento

Fonte: TOTVS, Magistech, FGV Blog da Aegro, Brasil Escola, Listenx.

O que achou?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0

Canal Agro