Milho: as 5 grandes dificuldades da exportação

O milho é um dos grãos com o maior potencial de exportação no Brasil; conheça alguns dos seus principais desafios

Milho: as 5 grandes dificuldades da exportação
28/11/2019 • 2 min. de leitura

O milho é um produto fundamental para a agricultura brasileira. Seu cultivo, que é realizado em todas as regiões do País, é importante inclusive para outras cadeias de produção, sendo um grande aliado das indústrias química, animal, alimentícia e de biocombustíveis.

Mesmo conquistando diferentes mercados, a exportação do milho brasileiro ainda passa por dificuldades que impedem a consolidação do setor. Para quem deseja operar nesse segmento, é preciso estar atento a alguns aspectos, como antecipação de tendências, funcionamento do mercado e análise de demandas regionais.

Os 5 desafios da exportação do milho

(Fonte: Pexels)

1. Dólar

As variações da cotação do dólar impulsionam as constantes especulações da safra do milho. Sendo assim, as altas e as quedas da moeda sempre surgem como um ponto de interrogação para quem trabalha na cadeia de exportação.

As vendas, que podem chegar a ser favorecidas, também podem provocar uma alta nos custos para insumos, como defensivos e fertilizantes, produtos importados para o Brasil que são cotados de acordo com a moeda norte-americana.

2. Mudança climática

Devido às constantes mudanças climáticas, o produtor precisa ter ao seu dispor ferramentas que o ajudem a minimizar perdas. O setor frequentemente se beneficia de serviços de agricultura de precisão, além das previsões meteorológicas. Dessa forma, não se torna um refém das adversidades e evita que as exportações sejam afetadas.

3. Formação de preços

Para alcançar a consolidação efetiva e proporcionar maior dinamismo nesse segmento, é necessário superar a falta de transparência na formação de preço da exportação do milho, que ainda causa entraves na comercialização e dificuldades para lidar com financiamentos privados.

4. Controle e manejo

Lidar de forma eficiente com o controle de doenças, pragas e manejo do grão também constitui desafios significativos para o avanço da produtividade.

Para aumentar o rendimento dos grãos, os produtores precisam estar atentos às novidades desse mercado tão complexo, sendo necessário investir em etapas eficazes para evitar as perdas e controlar os rendimentos.

(Fonte: Pexels)

5. Transporte

Os problemas de logística afetam profundamente a competitividade e a capacidade de solidificação do setor no mercado internacional. Com isso, as dificuldades no transporte acabam interferindo no escoamento e no armazenamento das safras.

Pesquisadores apontam que a solução para a maior parte desses desafios estaria relacionada ao comprometimento, à adoção de novas práticas e à educação das empresas e dos produtores agrícolas.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes: Scielo, Portal do Agronegócio, Cepea, Comex do Brasil, Agência Brasil.