Conheça o evento

Leite orgânico: conheça seus benefícios e diferenciais

Fonte de cálcio, o leite é um alimento que traz diversos benefícios. Entenda a importância da opção orgânica

Leite orgânico: conheça seus benefícios e diferenciais
21/11/2019 • 2 min. de leitura

A procura por alimentos orgânicos tem aumentado exponencialmente nos últimos anos. De acordo com dados do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), entre 2017 e 2018 esse setor cresceu 20%. Apesar de já estar na casa de muitos brasileiros, o leite orgânico ainda é novidade para vários consumidores.

A opção apresenta diferentes características, que vão desde as etapas de produção até os seus benefícios para a saúde — o seu maior diferencial. O motivo? Ele é produzido sem o uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos, normalmente encontrados na alimentação das vacas.

Além disso, o animal não recebe hormônios ou medicamentos. Dessa forma, os resultados são melhores em termos de qualidade e nutrientes para quem o consome.

(Fonte: Shutterstock)

Benefícios variados: entenda quais são

Os principais diferenciais são maior quantidade de nutrientes e ausência de substâncias prejudiciais à saúde. Outra grande vantagem é que a bebida tem um tempo de validade maior, o que facilita o seu consumo e armazenamento.

Geralmente, esse produto é mais caro que o leite tradicional, devido a todos os cuidados que o envolvem, incluindo o tratamento diferenciado com os animais. Apesar disso, devido às suas vantagens quanto à saúde, ele tem se tornado uma opção mais atrativa para quem busca um estilo de vida mais saudável.

Consumidor brasileiro vs. produtos orgânicos

Recentemente, o leite orgânico vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil — são milhões de litros gerados anualmente. Ao mesmo tempo que isso é bastante positivo, o quadro ainda se mostra um desafio para o setor agrário.

(Fonte: Shutterstock)

Por que consumir leite orgânico?

Devido às suas especificidades no processo de produção, a bebida possui uma maior concentração de nutrientes, dentre eles o ômega 3. A gordura é responsável por prevenir doenças cardiovasculares e regular a pressão arterial.

Vale ressaltar que o aumento do seu consumo, além de ser benéfico para a saúde e um grande aliado do bem-estar, é capaz de impactar diretamente a cadeia produtiva do país.

Isso porque, à medida que número de consumidores cresce, o preço da produção cai, tornando o item mais acessível ao público geral. Consequentemente, o produtor verifica maior rentabilidade e passa a dispor de melhores condições de trabalho e infraestrutura.

Diante disso, estimular o consumo do leite orgânico no Brasil também acaba sendo fundamental para o desenvolvimento de novas perspectivas dentro do setor agrário nacional.

Curtiu o assunto? Reunimos especialistas e autoridades de diferentes áreas do setor de agronegócios. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: The Spruce Eats, Educa Point, Sociedade Nacional de Agricultura, Ciência do Leite.