Conheça o evento

Imposto de renda rural: como declarar

Saiba quem deve declarar e as novidades no imposto de renda do produtor rural

Imposto de renda rural: como declarar
13/05/2020 • 2 min. de leitura

Trabalhadores rurais também têm compromisso com a receita federal todo início de ano. A entrega da declaração de renda em 2020, no entanto,  foi adiada devido ao impacto do novo coronavírus. Então, os produtores rurais ainda têm tempo para organizar a declaração de atividades de 2019. O prazo original, que era até o fim do mês de abril, foi transferido para o dia 30 de junho. A multa para quem não fizer a declaração ou entregá-la após o prazo é no mínimo de R$ 165,74.

Os produtores rurais têm uma categoria própria de IR pessoa física. Na hora de declarar, primeiro é preciso optar entre duas formas de prestação de contas: a simplificada ou a completa. A escolha de qual fazer depende das despesas que o contribuinte tem a declarar. A presença de dependentes, pagamento de plano de saúde e de colégio se encaixam melhor no modelo completo. Caso o produtor não tenha esse tipo de despesa, pode optar pela simplificada.

O que muda para os produtores rurais com a Reforma Tributária?

Quem deve prestar contas

O Imposto de Renda do Produtor Rural Pessoa Física é restrito para pessoas cuja renda é proveniente de negócios que se encaixam no conceito de atividade rural. Segundo o artigo 2º da lei nº 8.023, de 1990, atividade rural é "agricultura, pecuária, a extração e exploração vegetal e animal, exploração de atividades zootécnicas (apicultura, avicultura, suinocultura, entre outros) e a transformação rudimentar de produtos decorrentes da atividade rural, com utilização exclusiva de matéria-prima produzida na área rural explorada".

Fonte: Freepik
(Fonte: Freepik)

Em 2020, é obrigatório declarar imposto de renda os produtores que obtiveram lucro acima de R$ 142.789,50 em 2019. A prestação de contas deve ser realizada utilizando o programa IRPF 2020. O download dele pode ser feito no site da Receita Federal.

Governo pode modificar tributos para ajudar produtores de etanol

Novidades em 2020

Juntamente com a entrega do IR, os produtores rurais que obtiveram receita bruta em 2019 superior a R$ 7,2 milhões deverão entregar o Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR). O documento ajudará a manter o registro de todas as atividades do contribuinte, como investimentos, despesas e receita. Aqueles que não chegaram a margem de lucro exigida, ainda podem entregar o LCDPR voluntariamente. Para os próximos anos, o valor será reduzido para R$ 4,2 milhões.

Fonte: Freepik
(Fonte: Freepik)

É importante que os trabalhadores do agronegócio estejam com documentos organizados, atividades gerenciadas, contratos revisados, receita e despesas controladas para não terem surpresas na hora de entregarem o LCDPR.

PIB do agronegócio não será abalado pelo coronavírus, diz Cepea

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Agromove.