Como a agricultura preditiva pode impulsionar a produtividade

Maior previsibilidade garante melhoria da eficiência e ganhos com a agricultura preditiva

Como a agricultura preditiva pode impulsionar a produtividade
12/05/2020 • 2 min. de leitura

Instrumentos que permitem decisões antecipadas sobre o plantio e o cuidado na lavoura, como a previsão do tempo, são fundamentais para os agricultores economizarem recursos e obterem aumentos de produtividade. Com os avanços tecnológicos recentes, como a conectividade e o monitoramento digital, um volume gigantesco de dados reunidos, também conhecido como Big Data, permitiu o desenvolvimento de uma agricultura preditiva, capaz de analisar, comparar e avaliar estratégias para se antecipar a eventos futuros.

O que é agricultura preditiva?

(Fonte: Shutterstock)

A agricultura preditiva é uma técnica que torna possível criar projeções úteis para a produção agrícola em diversas frentes, desde a incidência de pragas no campo até a possível quebra de máquinas, possibilitando a tomada de decisões com antecedência. Aliada à agricultura de precisão, essa análise de dados possibilita o conhecimento prévio do comportamento do clima, da umidade, da temperatura e da fertilidade do solo, entre outros fatores, de cada área da propriedade. Isso permite a aplicação de insumos e medidas de forma variada e eficaz de acordo com a necessidade de cada local.

Modelos ambientais, produzidos por inteligência artificial com técnicas preditivas, já são capazes de analisar o solo para compreender como os sistemas naturais se desenvolverão ao longo de um período, permitindo intervenções na plantação de forma antecipada e precisa, reduzindo os custos.

Como funciona a agricultura preditiva

(Fonte: Shutterstock)

Para chegar a uma projeção adequada e mais próxima da realidade futura, é necessário reunir a maior quantidade possível de dados relacionados ao objeto da previsão. A agricultura preditiva analisa essa base de informações para gerar diversos modelos possíveis. Com isso, cientistas de dados ou uma IA utilizam métodos científicos e estatísticos para selecionar qual é o cenário mais provável. Após a escolha, novos dados são inseridos no modelo, para tornar a previsão mais apurada e permitir uma tomada de decisão mais acertada.

No mercado, já existem softwares capazes de fazer análises preditivas direcionadas para a agricultura. Esse tipo de programa representa 12% de todos os softwares agrícolas, segundo levantamento realizado pelo Earth Observation System, plataforma de serviços que ajuda empresas a extraírem informações úteis e valiosas de imagens geoespaciais.

Vantagens da agricultura preditiva

A principal vantagem da agricultura preditiva é conhecer os possíveis cenários futuros para que decisões possam ser tomadas de forma antecipada. Isso permite ao agricultor reduzir a utilização de insumos, como defensivos agrícolas, diminuindo os custos de produção e provocando menos danos ao solo e ao meio ambiente. Além disso, proporciona o desenvolvimento mais rápido da lavoura, pois favorece a realização de ações a partir da previsão das necessidades da plantação, como medidas de prevenção para o controle de pragas antes que elas apareçam.

Com isso, o agricultor pode produzir de forma mais eficiente, com menos trabalho e maior produtividade. A agricultura preditiva não só ajuda a melhorar a qualidade dos produtos como também permite que o produtor maximize os ganhos.

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fonte: Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais (Prodemge).